Tamanho do texto

Existem várias razões que levam um roedor a fazer isso, como mudanças de ambiente, doenças, má alimentação e falta de socialização

O hamster é pequeno, fofinho, engraçado e companheiro. Os cuidados exigidos são relativamente simples e se adaptam facilmente a qualquer ambiente. Com todas essas qualidades ninguém imagina que ele pode ser agressivo. Por mais que uma mordida de hamster não seja exatamente dolorosa, não é comportamento desejado e nem deve ser ignorado. 

Leia também: Conheça as doenças mais comuns em hamster

Existem várias razões que levam um roedor a fazer isso, como mudanças de ambiente, doenças, má alimentação, entre outros. É preciso descobrir o que motiva esse comportamento agressivo para conseguir evitar uma  mordida de hamster . Confira algumas possíveis razões e dicas para repelir essa conduta.

Os motivos que levam um hamster a morder

A maioria dos donos não imagina que um roedor pode morder. Por mais que uma mordida de hamster não seja exatamente dolorosa, não é comportamento desejado e nem deve ser ignorado
reprodução shutterstock
A maioria dos donos não imagina que um roedor pode morder. Por mais que uma mordida de hamster não seja exatamente dolorosa, não é comportamento desejado e nem deve ser ignorado

Como foi dito, há várias razões para um hamster morder, mas na maioria das vezes é apenas uma reação de defesa. Quando o animal se sente ameaçado ou vulnerável, é normal que tenha esse comportamento para se proteger. 

Porém, a mordida também pode ser resultado de uma socialização deficiente. Em geral, existem três principais causas para explicar esse comportamento entre os roedores: genética, educação e socialização e estado de saúde.  

Analisando o primeiro ponto, é preciso considerar que existem várias raças de hamster, sendo algumas delas naturalmente sociáveis, enquanto outras mais reservadas e reativas. É possível que seu roedor seja mais na dele e não goste tanto de interação, e por isso acaba mordendo quando exageram no contato.

Além da genética, o comportamento do pet também depende muito de como é socializado e educado. A verdade é que muitos donos acreditam que os hamsters não precisam de educação. Contudo, isso é um mito e a negligência gera sérios problemas de conduta

É responsabilidade dos tutores ensinar o bichinho nas primeiras semanas de vida a se relacionar positivamente com outras pessoas e animais. Os roedores precisam de atenção com a educação e a socialização assim como cães e gatos. 

Por último, o outro motivo que leva um hamster morder é doenças. A saúde debilitada provoca um estado de vulnerabilidade, fazendo com que ele se isole e evite contato com humanos ou animais. Portanto, quando alguém tenta se aproximar, a reação acaba sendo agressiva. 

Leia também: Saiba quais cuidados que se deve ter com um hamster

Se perceber que o pet mudou o comportamento de uma hora para outra, leve-o ao veterinário para realizar alguns exames. As chances de ele estar sofrendo com alguma patologia é bem alta.

Dicas para evitar mordida de hamster

Existem várias razões que levam um roedor a fazer isso, como mudanças de ambiente, doenças, má alimentação, entre outros
reprodução shutterstock
Existem várias razões que levam um roedor a fazer isso, como mudanças de ambiente, doenças, má alimentação, entre outros

Essa conduta agressiva não deve ser ignorada pelos donos. Para evitá-la, é preciso ter paciência e noções básicas de adestramento . Confira algumas dicas para impedir as mordidas.

Ajude na adaptação da casa nova

Apesar de não estar entre os principais motivos, mudanças de ambiente também motivam comportamentos agressivos. Ir para um ambiente novo gera desconfiança e o hamster tende a ficar reservado. 

Nos primeiros dias, a interação com pessoas deve ser lenta e aos poucos, sempre incentivando que o roedor se aproxime de forma natural. A melhor forma de atraí-lo é oferecendo petiscos, como pedaços de fruta ou sementes de sua preferência. Jamais o force a fazer algo quando se sentir amedrontado. Isso só causará seu afastamento. 

Respeite seu hamster

O respeito é a base de qualquer relacionamento. Por mais que você deseje interagir, é importante aceitar que nem sempre o animal irá querer o mesmo. Os hamsters precisam descansar, exercitar, comer e brincar, e nós não devemos despertar ou interromper os momentos de lazer e diversão. 

Ofereça um ambiente de qualidade para seu roedor

Não basta comprar uma gaiola e esperar que o animal se adapte sozinho. Ele passará a maior parte da vida nesse ambiente, por isso é essencial que seja de qualidade, seguro e confortável. O local em que a gaiola fica não deve ser exposto demais para evitar correntes de ar ou calor excessivo. 

Além disso, os hábitos de higiene são imprescindíveis, tanto na gaiola quanto na casa. Os hamster são naturalmente limpos e podem facilmente ficar doentes em ambientes sujos e mal cuidados. 

Só compre comida de qualidade

Se deseja preservar a boa saúde do hamster e evitar comportamentos agressivos, é recomendado oferecer uma dieta completa e equilibrada. Esses animais são onívoros, ou seja, comem carne e vegetais. Dessa forma, a alimentação ideal é composta de proteínas e gorduras de origem animal e vegetal. 

Em pets shops são vendidos misturas prontas para a espécie, que são ótimas para a saúde. Porém, é interessante incorporar também alimentos frescos à dieta, como sementes, nozes, frutas, legumes, etc. Procure orientação médica antes de fazer qualquer alteração na alimentação do roedor. 

Vá ao veterinário regularmente

O melhor jeito de evitar qualquer problema de saúde é indo regularmente ao veterinário. Através de exames de rotina é possível detectar a existência de patologias para que um tratamento seja iniciado. 

Leia também: Saiba quais são os alimentos proibidos para um hamster

Seguindo essas dicas de cuidados dificilmente seu companheiro terá problemas de conduta e, consequentemente, a mordida de hamster será evitada. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas