Tamanho do texto

Existem muitas vantagens de se ter um hamster e uma delas é a facilidade nos cuidados

Para quem deseja ter um animal de estimação e quer fugir dos tradicionais, por que não investir num hamster? Ele é uma das principais escolhas entre as famílias, principalmente nas com crianças. Os pequenos costumam se divertir com seu tamanho pequeno e fofinho.

Policiais acham hamster abandonado e ele ajuda a combater o crime

Existem diversas vantagens ter um  hamster em relação a outros animais. O bichinho é dócil, gracioso e limpo, não exigindo cuidados muito elaborados. O espaço necessário é pequeno, podendo viver em qualquer tipo de casa. Uma gaiola com espaço para se movimentar e brincar é o suficiente. Vive tranquilamente em cativeiro e não demanda muita atenção. 

O único cuidado com limpeza é o da gaiola do hamster
Reprodução Pinterest
O único cuidado com limpeza é o da gaiola do hamster

Além disso, não costuma fazer muito barulho e nem exalar cheiro. O pequeno roedor tem hábitos noturnos, então passa a maior parte do dia dormindo. Durante a tarde limpa seu pelo. Não gosta de ser incomodado, o que pode irritá-lo bastante. Entretanto, um hamster não tem uma vida muito longa. Ele geralmente fica entre as famílias cerca de dois anos e meio.

Apesar da pouca longevidade, ele ainda pode ser uma boa opção para as família. Por ser muito fértil, é facilmente encontrado em pet shops e feiras livres. A fêmea consegue gerar vários filhotes de uma só vez e o macho acasala até com doze fêmeas. Por causa dessa alta produtividade, o hamster é um animal barato, variando de R$ 10,00 a R$ 50,00.

Mesmo com tantas qualidades, esse roedor é como um animal qualquer e exige atenção e responsabilidade do dono. Antes de comprar um exemplar, conheça os cuidados necessário com o hamster.   

Gaiola

O pequeno tamanho do roedor não significa que ele não mereça uma casa confortável. Um tamanho, para ter como base, é 60 cm por 40 cm. Opte pela de arame galvanizado, já que tem uma boa ventilação e permite interação com o animalzinho. A gaiola é facilmente encontrada em lojas especializadas.

Após a compra, deve-se escolher o melhor local para colocá-la. Ela não pode ficar diretamente exposta ao sol, pois o animal fica sujeito a insolação devido aos raios solares. Um ambiente calmo e seguro é o mais indicado. Apesar do roedor não apresentar restrições às mudanças climáticas, ele prefere as temperaturas mais altas. Então, coloque-o em frente a uma janela quente, mas bem ventilada. O sol e correntes de ar não devem incidir diretamente no animal. Caso tenha outros animais de estimação em casa, a gaiola do hamster deve ficar em um local que esse bichos não passem, para evitar o estresse.

via GIPHY

Outro ponto importante sobre esse roedores é a sua facilidade em escapar. Por isso, verifique se a gaiola é segura, se as barras não são espaçadas demais e confira se existe buracos ou partes soltas que facilite sua passagem. Não será bom se um animal de tamanho pequeno fique perdido pela casa. 

Por último, forre o chão da gaiola. A melhor opção é álamo, uma madeira com menos óleos nocivos e seguro para os hamsters. Papel também é um opção, como papel higiênico. Jamais utilize algodão e raspas de madeira de pinho e cedro. 

Essa casa de hamster é a coisa mais fofa que você verá hoje!

Alimentação

Nos mesmos locais que vendem gaiolas para hamsters, é possível encontrar comedouros e bebedouros próprios. No caso dos comedouros, a melhor escolha são os de metal e pesados, para que não sejam arrastados, e os bebedouros automáticos tipo mamadeira com bico de inox são uma ótima opção, pois são resistentes a mordidas. 

Lojas especializadas vendem rações próprias para cada tipo de hamster. O melhor é oferecer ração ou grãos como refeição básica e principal, e como suplemento uma mistura de sementes. A comida deve ser dada todos os dias, em porções pequenas. Os restos alimentarem devem ser retirados todos os dias para evitar que o animal coma algo estragado e velho. 

via GIPHY

Alimentos duros são apreciados pelo animal, que gosta de roer. Duas ou três vezes na semana dê petiscos a ele. Frutas, legumes e palitinhos mastigáveis costumam estar entre as comidas favoritas. Pet shops também vendem petiscos especializados para hamsters.

Atenção, nem todos os tipos de comida esse bichinho pode comer. Cebola, amêndoa, feijão, batata, frutas com sementes (como abacate), cebolinha, berinjela, temperos, alho-poró, alho, alface americana, tomate e frutas cítricas não são permitidos. Jamais dê comidas humanas, industrializadas e muito temperadas, como massa, carne e doces. Elas farão muito mal para a saúde do pet.

Sempre deixe água disponível. O animal pode não beber muita água, mas é importante que ele tenha nos momentos de sede. Se possível, toque a água todos os dias, mantendo-a sempre fresca e limpa. 

Brinquedos

Brinquedos são indispensáveis para quem tem um hamster, pois são muitos ativos e precisam se exercitar. Eles se divertem com qualquer coisa, então fica a critério do dono a escolha dos objetos. É possível comprar prontos em pet shops ou fornecer peças improvisadas que não ofereçam perigo, como rolinho de papel higiênico ou de papel-toalha. A única recomendação é que os brinquedos sejam variados, de forma que possam ser trocados com o tempo, mantendo a gaiola sempre interessante.

via GIPHY

Um ótimo método para induzir o hamster ao exercício e se divertir com os brinquedos é espalhar comida pela gaiola toda. Ele ficará entretido procurando o alimento, e consequentemente irá se exercitar e brincar com os objetos. 

Limpeza da gaiola

No dia de limpeza, retire o hamster da gaiola e o coloque num local seguro. Monte uma espécie de chiqueirinho para ele brincar enquanto você higieniza a casa dele. Esse espaço pode ser improvisado com uma caixa plástica, só garanta que ele não fuja.

Utilize um detergente/sabão neutro e água na limpeza da gaiola. Lave-a bem e deixe secar completamente. Troque o forro por um novo. O comedouro e bebedouro precisam ser limpos com maior frequência, já que são mais propícios a ocorrem contaminação. Limpe-os com uma esponja também com produtos neutros. 

Saúde

O hamster é um animal resistente e raramente fica doente. Se forem bem cuidados e receberem uma boa alimentação não serão atingidos por doenças. Contudo, as enfermidades nesses roedores se desenvolvem rápido e podem matar em pouco tempo. 

O hamster está entre os animais de estimação mais indicados para crianças

Se notar perda de apetite, queda de pelos, espirros, cauda molhada, diarreia e pelagem mal tratada, pode significar doença. Fique atento a esses sinais e leve rapidamente o hamster ao veterinário. É importante cuidar da saúde dos nossos bichinhos.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.