Tamanho do texto

A socialização é uma etapa muito importante, pois evita que os roedores disputem por território, poder e atenção

Todos os animais de estimação precisam ser socializados, incluindo os coelhos. É uma etapa importante do adestramento para que o pet se acostume com as pessoas, outras espécies, seus companheiros de gaiola e com o mundo externo. O ambiente e os seres vivos são muito assustadores para um pequeno filhote, por isso a socialização não deve ser deixada de lado. 

Leia também: A importância da socialização para os animais

No caso dos coelhos , eles são animais fofos, amorosos e fáceis de cuidar. Entretanto, quando não socializados, se tornam extremamente territoriais e ariscos com outros animais, principalmente as fêmeas. Dessa forma, se você pretende ter mais de um roedor ou até mesmo espécies diferentes, essa etapa do adestramento irá evitar disputas de poder na casa. 

Por mais que o coelho tenha essa característica territorialista e dominante, vale a pena considerar adotar outro exemplar para que ambos tenham companhia. Um parceiro irá garantir um ótimo desenvolvimento psicológico e físico do animal. Para isso, é vital que você aprenda a socializá-lo e proporcione o melhor ambiente possível. 

Faça um check-up na saúde antes de adotar outro roedor

Antes de promover o contato com qualquer animal, certifique-se que seu coelho está com a saúde em dia. Além disso, provavelmente o médico pedirá a esterilização dele para evitar procriação descontrolada
reprodução shutterstock
Antes de promover o contato com qualquer animal, certifique-se que seu coelho está com a saúde em dia. Além disso, provavelmente o médico pedirá a esterilização dele para evitar procriação descontrolada


Antes de promover o contato com qualquer animal, certifique-se que seu coelho está com a saúde em dia. Marque uma consulta com o veterinário e faça um check-up geral para garantir que ele não está com alguma doença. Seria irresponsabilidade do dono expor o futuro membro da casa a um animal doente. Melhor prevenir do que remediar. 

Além de verificar a saúde, provavelmente o médico recomendará castrar o roedor. Esse procedimento evitará uma gravidez indesejada, o que é um verdadeiro problema quando se trata de coelhos, pois eles se reproduzem facilmente. Também irá reduzir a territorialidade e agressividade dos machos, ajudando futuramente na socialização

Se você optar por fazer a esterilização, recomenda-se esperar algumas semanas antes de adotar outro pet. É importante que os pontos cicatrizem completamente e o poder de fertilidade do macho diminua, afinal continua bem alto durante o primeiro mês. 

Leia também: Vacinas para coelhos: quando dar e quais são as mais importantes

Já em relação às fêmeas, a cirurgia provoca intervenção física e a perda do cio alterações psicológicas. Então, para que não aja nenhum problema, é melhor esperar pelo menos um mês. 

Escolhendo o parceiro ideal

É recomendado pelos especialistas que se opte por um coelho de idade semelhante ao do coelho e do sexo oposto, pois conviverão melhor juntos e as chances de brigarem entre si são mínimas
reprodução shutterstock
É recomendado pelos especialistas que se opte por um coelho de idade semelhante ao do coelho e do sexo oposto, pois conviverão melhor juntos e as chances de brigarem entre si são mínimas


É recomendado pelos especialistas que se opte por um pet de idade semelhante ao do antigo coelho e do sexo oposto. Por mais que animais do mesmo sexo consigam conviver juntos, a tendência é de que tenham muitos conflitos de poder. Isso não acontece quando tem um macho e uma fêmea, já que são biologicamente criados para ficarem juntos. 

Além disso, esses roedores são geralmente monogâmicos e se envolvem de maneira complexa com seus parceiros "amorosos". Portanto, é provável que o primeiro contato entre eles seja de maneira sexual. Para evitar que eles procriem descontroladamente, você deve castrar ambos antes de se encontrarem. 

Mas, se mesmo assim prefere ter dois machos ou duas fêmeas, consulte um especialista em comportamento animal. Ele te dirá se essa é a melhor opção e como promover a socialização para evitar conflitos. 

Leia também: Para quem não sabe que pet adotar, o coelho pode ser uma boa companhia

Socializando os coelhos

É importante não juntá-los logo de cara, para impedir que o roedor mais velho sinta seu território invadido. Mas, quando os coelhos já estiverem amigos e brincando tranquilamente, compre uma gaiola maior para que convivam juntos
reprodução shutterstock
É importante não juntá-los logo de cara, para impedir que o roedor mais velho sinta seu território invadido. Mas, quando os coelhos já estiverem amigos e brincando tranquilamente, compre uma gaiola maior para que convivam juntos


É importante não juntá-los logo de cara, para impedir que o coelho mais velho sinta seu território invadido. Portanto, compre outra gaiola para o novo membro e coloque-a próxima de seu companheiro. Eles devem se ver e sentir o cheiro do outro para se conhecerem. Fique observando as reações, assim saberá se um roedor enxergar o outro como inimigo. 

Em seguida, alterne brinquedos e comida de um espaço para o outro. Isso evitará que os roedores vejam os comedouros e objetos como seus. Eles precisam aprender a compartilhar para que não briguem futuramente. Além disso, lembre-se de alimentá-los bem antes de qualquer contato. De estômago cheio, as chances de competirem por comida são reduzidas. 

Por último, para que o primeiro encontro seja perfeito, você precisa escolher uma zona neutra da casa. O ideal é que o local não tenha sido visitado por nenhum deles para impedir atitudes territorialistas. Se não for possível, desinfete o ambiente com vinagre ou limão. 

Escolha um local grande o suficiente para se andem, explorem, se conheçam e até se escondam caso necessário. Porém, o lugar não deve ser tão amplo a ponto de se ignorarem. Caso contrário, a socialização não irá acontecer e o processo se prolongará desnecessariamente. Uma opção interessante é, por exemplo, utilizar o corredor da casa. Feche as portas dos cômodos para isolar o espaço. 

Para que a socialização aconteça corretamente você deve ter calma. Espere os roedores se aproximarem por conta própria. Observe como se comportam juntos e intervenha utilizando um spray de água se notar hostilidades. Também é recomendável que fique um tempo com eles, assim perceberão que não existem motivos para disputarem sua atenção. 

Realize esse encontro no ambiente neutro algumas vezes, até se acostumarem totalmente. Enquanto isso, certifique-se que sempre tenham comida e brinquedos suficientes para ambos, assim você evita que brigas desnecessárias sejam criadas. 

Leia também: Conheça as principais doenças que atingem o coelho

É possível que o nervosismo dos primeiros encontros provoque estresse ou diarreia. Tente não se preocupar com a higiene nessa fase, pois ela é passageira e será normalizada em poucos dias. Por fim, quando os coelhos já estiverem amigos e brincando tranquilamente, compre uma gaiola maior para que convivam juntos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.