Eddie, o border collie de 12 anos, foi atropelado no mesmo die
Vets Now
Eddie, o border collie de 12 anos, foi atropelado no mesmo die

O border collie Eddie, de 12 anos, passou por maus bocados ao longo de sua vida. Isso porque o cão foi atropelado duas vezes pelo mesmo carro. Seu dono, o aposentado Robin Murray, pensou que o cão não fosse se recuperar, mas Eddie ficou tão bem que conseguiu voltar a andar.

De acordo com informações do Metro UK, o Eddie fraturou seis costelas, teve o pulmão colapsado e deslocou o tendão da pélvis, o que prejudicou seu abdômen. Por esse motivo, Robin ficou realmente surpreso ao ver que seu cão conseguiu voltar à vida normal.

"Na idade de Eddie, eu acho que alguns donos poderiam tomar a decisão de que não seria possível salvá-lo. Mas eu não conseguiria viver comigo mesmo se não desse a ele todas as chances possíveis de se recuperar depois que o veterinário afirmou que havia chances", explica o dono ao portal.

O carro que atropelou Eddie não viu que o cachorro estava no caminho. De acordo com o dono, não tinha nada que a motorista pudesse fazer e ela colaborou com os cuidados. "Ela ficou ainda mais chateada do que eu e gentilmente deu uma carona para nós até o veterinário", conta.

O veterinário recomendou que Eddie passasse a noite em um hospital, onde a equipe conseguiu estabilizar o estado de saúde dele. "Perguntei se deveria sacrificá-lo e a equipe foi bem honesta de que era uma possibilidade, mas que estavam esperançosos de que Eddie ficaria bom". E foi o que aconteceu.

Leia Também

O cão passou cerca de 14 dias em cuidado intensivo em um hospital. As costelas quebradas foram substituídas por placas de metal. Além disso, os danos ao abdômen de Eddie foram reparados e o tendão foi conectado novamente à pélvis.

Robin conta que Eddie ficou tão mal que não conseguia comer, mas que está muito grato pelo fato de que seu melhor amigo está bem. Ele progrediu de forma tão satisfatório que conseguiu ficar de pé um dia após retornar para casa.

"Eu chorei muito. Eddie está comigo há dez anos e é parte da família. Eu o resgatei quando tinha dois anos. Apesar de ser considerado umcão ágil, ele não o era, mas ele é muito companheiro e tem muito caráter", narra o dono.

Diante da rápida recuperação de Eddie em meio a um caso tão complexo, Robin não poupou elogios ao cão. "Eddie é um verdadeiro herói, que grande cachorro ele é".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários