Abrigo ajuda animais de estimação que ficaram desamparados após tutores serem infectados pela covid-19
Reprodução/Reuters
Abrigo ajuda animais de estimação que ficaram desamparados após tutores serem infectados pela covid-19

Um grupo de voluntários está resgatando animais de estimação que ficaram para trás durante a pandemia da covid-19 em Bogor, na Indonésia, quando os donos foram isolados ou hospitalizados após receberem teste positivo para a doença causada pelo novocoronavírus.

Com mais de 3,7 milhões de casos confirmados e mais de 100 mil mortes, a Indonésia está passando por uma das piores epidemias de coronavírus da Ásia. O programa intitulado “AD-19”, lançado em julho pelo grupo de direito dos animais Animal Defender tem como objetivo resgatar animais de estimação que ficaram desamparados, enquanto os donos não podem cuidar dos pets.

Por norma, todos os animais resgatados pela Animal Defender passam por um check-up antes de irem para um abrigo. O AD-19, apenas em julho, recolheu 40 cães e gatos, que se juntaram aos mais de 160 animais que já estavam por lá.

O fundador, Doni Herdaru Tona, tem vendido comida caseira e roupas para cães e gatos para arrecadar dinheiro para cuidar dos animais que ficaram desamparados. Para se manter, o abrigo precisa de cerca de sete mil euros (equivalente a R$ 44,1 mil) por mês. Contudo, o grupo não aceita doações ou pagamentos por parte dos donos dos animais que foram recolhidos.

Você viu?

Segundo Donil, os receios com a transmissão do vírus por parte dos animais de estimação para os humanos, que continua sem evidencias cientificas, também complicaram a situação e fizeram com que muitos animais fossem abandonados.

Os cães ficam sob os cuidados do abrigo até que os donos voltem para casa
Reprodução/Reuters
Os cães ficam sob os cuidados do abrigo até que os donos voltem para casa

A veterinária local, Magda Rumawas, diz que as pessoas não devem se preocupar em excesso e recomenda que os pacientes com covid-19 que estejam em isolamento mantenham os animais de estimação ao seu lado para aliviar a ansiedade. “Os animais de estimação podem manter as pessoas entretidas e ajudar a reduzis o estresse, o que é bom”, a veterinária apenas recomenda que os tutores evitem abraçar e beijar os pets enquanto estiverem com a doença, para não contagiar os animais.

A missão do AD-19 é adaptada às necessidades dos tutores e inclui banho, alimentação e limpeza. “Faremos tudo de acordo com aquilo que é pedido pelo dono do animal”, disse Doni.

Normalmente, os animais são devolvidos para os tutores quando estes já estão recuperados. Mas, em alguns casos, os donos não voltam. “A parte mais assustadora é que o nosso celular está cheio de relatos sobre tutores que faleceram e os animais ficaram abandonados”, completa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários