Guia de Bichos
Jack Russell Terrier - undefined

Jack Russell Terrier

  • Nome no Brasil: Jack Russell Terrier
  • Nome original: Jack Russell Terrier
  • País de origem: Inglaterra
  • Preço médio: entre R$ 3 mil e R$ 7.500
  • Tipo de pelo: Curto

Tudo sobre Jack Russell Terrier

Porte: médio
Área de criação: pequena
Energia: alta
Temperamento: dócil

Descrição

  • Grupo: 3 – Terrier 
  • Porte: 2 – Terriers Pequenos
  • Função original: caçador de raposas 
  • Tamanho do macho: entre 25 e 35 cm
  • Tamanho da fêmea: entre 25 e 35 cm
  • Peso do macho: entre 5 e 6 Kg
  • Peso da fêmea: entre 5 e 6 Kg
  • Tipo de pelo: essa raça pode vir em três tipos de pelo: liso e curto, quebrado ou longo e duro. As três pelagens são duplas e resistentes à água e intempéries 
  • Temperamento: alerta, vivo, corajoso, amigável e inteligente
  • Alimentação: entre 1 xícara e meia e pouco menos que 2 xícaras de comida seca de alta qualidade, dividida em duas porções diárias
  • Expectativa de vida: 10 a 15 anos
  • Preço médio: entre R$ 3 mil e R$ 7.500
Escala de 1 a 5
  • Para tutores de primeira viagem: 3
  • Energia: 5
  • Inteligência: 5
  • Facilidade de adestramento: 4
  • Como cão de guarda: 3
  • Adapta-se ao calor: 3
  • Adapta-se ao frio: 4
  • Adapta-se bem à vida em apartamento: 3
  • Necessidade de atividades físicas: 5
  • Fica bem sozinho: 3
  • Relacionamento com a família: 5
  • Relacionamento com crianças: 3
  • Relacionamento com estranhos: 3
  • Relacionamento com outros cães: 5
  • Tendência a latir: 4
  • Tendência à obesidade: 4

Cão de pequeno porte. Pode ser encontrado com três tipos de pelagem: liso, quebrado ou áspero. Ao redor da cabeça, o pelo é um pouco mais comprido, dando um aspecto de barba e sobrancelha. A cor branca é predominante na raça, mas pode apresentar manchas pretas, castanhas ou marrons. As orelhas tem formato de V e são caídas para frente. 
Expectativa de vida: mais de 15 anos. 

Quando não havia televisão, internet ou demais opções de lazer, o passatempo preferido dos homens com propriedades e terras era caçar. Mas para isso era preciso um companheiro dedicado, que soubesse perseguir e encurralar raposas.

Foi assim que surgiu o Jack Russel Terrier, desenvolvido há cerca de 200 anos para caçar raposas no sul da Inglaterra. Parson John Russel queria um cão eficiente e desenhou exatamente o que tinha em mente, resultando em um animal corajoso e atlético, mas também rápido, inteligente, determinado e com imensa vontade de caçar. Para que isto fosse possível foram feitos cruzamentos entre a cadela de Russel, chamada Trump e algumas raças.

Provavelmente, sua origem é resultado do cruzamento do Old English White Terrier, já extinto, e o Terrier preto e dourado. Logo ele se tornou o favorito de muitos desportistas, e na década de 30 muitos clubes de raça tinham opiniões diferentes sobre mantê-lo como cão de trabalho ou colocá-lo para competir em shows.

A pouca importância dada pelos criadores da raça manifesta-se no reconhecimento bastante tardio do Jack Russel pelas comunidades internacionais. A FCI só reconheceu a raça em 1991, a partir do reconhecimento do The Kennel Club que reconheceu a raça em 1990 e publicou um padrão oficial provisório com o nome de Parson Jack Russell Terrier.

A AKC renomeou a raça para Parson Russell Terrier para diferenciar dos cães cadastrados no Jack Russel Terrier Club da América. O Parson Russel Terrier foi reconhecido pela AKC em 1997.  Embora no Brasil ainda sejam raros, na Inglaterra eles são muito comuns.

Características

É um companheiro extraordinário para pessoas que desejam um cão com personalidade forte.  É forte, ágil, corajoso e bastante ativo. Amável, cheio de energia e muito brincalhão, é um excelente cão de companhia para crianças e toda a família. Não apresenta traços de agressividade.  Uma das coisas mais surpreendentes no Jack Russell é que ele é muito gentil e fiel. Idolatra seus donos, podendo até ser ciumento e protegê-los além da conta.

Extremamente leal ao dono, esse cão é inteligente e sabe o que quer. Um dono inexperiente não é a melhor pessoa para ter um exemplar desta raça, já que ele pode ser teimoso. É preciso firmeza e paciência para ter um Jack Russell em casa. Além disso, atenção e disposição também não podem faltar. Este cão é muito agitado e o dono precisa acompanhar seu ritmo acelerado. 

Embora se adeque a qualquer local, o Jack Russell nasceu para ser um cão de caça, por isso, vida sedentária não combina com ele. Ele precisa de uma boa dose de atenção, atividades externas, exercícios e disciplina.

Ele é altamente treinável, mas é muito seguro de si e não suporta o tédio. El e aprende muito rapidamente tanto as boas maneiras quanto as más. É preciso educá-lo desde muito cedo e com firmeza, e nunca ceder. Sempre muito vigilante, esse excelente cão de guarda late ao menor ruído suspeito ao redor.

Com outros cães, o Jack Russell Terrier deve conviver razoavelmente bem. Afinal de contas ele foi criado para caçar com cães de caça, por isso deve estar disposto a lidar com eles.  Já outros animais, especificamente os de pequeno porte, não devem viver junto com um Jack Russell. Ele tem o instinto de caçador muito aflorado e pode vê-los como presas.

Por conta da sua natureza corajosa e destemida, ele pode constantemente se por em perigo. A raça é capaz de enfrentar um cão muito maior do ele sem pensar nas consequências. Além disso, é preciso que esteja sobre constante supervisão para evitar fugas e acidentes.

Por todas e ssas características, é um cão ideal para um dono ativo e que gosta de um desafio. É bem adequado para aqueles que desejam um companheiro para cooper ou para participar de provas de agility, em que suas qualidades serão bem aproveitadas. 

  • Habilidoso, ativo e ágil; construído para a velocidade e resistência
  • Corpo flexível e de tamanho médio
  • Cabeça plana e de largura moderada
  • O comprimento da trufa ao stop é ligeiramente menor que o stop para o occipital
  • Stop é raso
  • Focinho não muito longo e com nariz preto
  • Mandíbula forte, profunda, larga e poderosa
  • Dentes com uma mordedura em tesoura perfeita, regular e completa
  • Músculos das bochechas bem desenvolvidos
  • Olhos escuros pequenos e em forma de amêndoa
  • Orelhas pequenas, em forma de "V", caídas para frente, portadas junto à cabeça, com a ponta das orelhas alcançando os cantos dos olhos
  • Pescoço forte, que transporta a cabeça em equilíbrio, alargando-se gradualmente para os ombros
  • Dorso é forte e reto
  • Peito possui profundidade moderada
  • Membros fortes, musculosos e com boa angulação
  • Patas redondas, acolchoadas e com dedos moderadamente arqueados
  • Cauda ereta quando em movimento
  • Movimento inteligente e expressão afiada
  • A pelagem é naturalmente rústica, fechada e densa, embora áspero ou liso
  • Pode vir em três tipos de pelo: liso e curto, quebrado ou longo e duro. As três pelagens são duplas e resistentes à água e intempéries
  • A cor branca predomina, com marcas pretas ou castanhas

Cuidados básicos

O pelo curto requer cuidados simples, como escovação uma vez por semana. Não há frequência obrigatória de banhos para a raça. Pode-se optar por tosar o cão, como é feito para concursos.

Você precisa de muita energia para exercitar e treinar um cachorro dessa raça. Ele precisa passear pelo menos duas vezes ao dia, ou pelo menos praticar exercícios vigorosos por cerca de 40 minutos. 

Embora o tamanho seja pequeno, eles precisam de um espaço adequado para brincar e praticar atividades, de preferência um quintal grande. Fique atento para que ele não tente fugir ou escapar, pois essa é uma prática comum e eles podem se meter em apuros facilmente. 

O Jack Russell vai escavar, quer você queira ou não, principalmente se passar muito tempo sozinho. Suas atitudes são de cachorro grande, mas ele precisa de limites e disciplina para não comandar a casa. Se dão melhor com tutores firmes, pois os tímidos e de primeira viagem podem ter dificuldade em mantê-los sob rédeas curtas. 

O pelo deve ser escovado regularmente, sendo que os de pelagem macia são os que mais sofrem com a queda. As unhas devem ser cortadas uma vez por mês.  Outro cuidado essencial que ele precisa é higiene bucal. Escove os dentes pelo menos duas ou três vezes por semana para evitar o acúmulo alimentos, se escovar diariamente vai obter melhores resultados.

Alimentação

A quantidade de ração varia de acordo com o peso e o tamanho do animal, e pode ser encontrada nas embalagens.
Deve-se alimentar o cão de duas a três vezes por dia e manter água à vontade, sempre fresca, na vasilha.
A qualidade da ração é fundamental para a saúde do animal. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas.
Até os doze meses, o Jack Russel Terrier é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 75 a 95 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes.
A partir de um ano o cão é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 75 a 105 gramas/dia.

Espaço para criação

O Jack Russell Terrier é um cão muito ativo. Pode viver em apartamento, mas precisa se exercitar para gastar energia e não se tornar destruidor. Também gostará se tiver espaço para correr livremente.

Saúde

O Jack Russell Terrier tem maior propensão a sofrer de algumas doenças comuns a raças pequenas, como a doença de Legg-Calves-Perthes, que pode ser confundida com a displasia de quadril. Uma deformidade da articulação da anca provoca desgaste, dor e artrite, mas pode ser reparada com cirurgia e terapia de reabilitação.

A luxação patelar também é comum, e pode aparecer em diversos graus, sendo o mais “simples” como luxação ocasional, causando claudicação temporária na articulação, e o mais grave quando a patela não pode ser realinhada manualmente, pois o giro na tíbia é grave. 

Outros problemas ocasionais são a surdez, associada aos cães de pelagem branca, glaucoma, quando a pressão dentro do olho aumenta e pode provocar perda de visão e cegueira, e luxação da lente, quando o ligamento da lente do olho desloca e deteriora, problema que pode ser tratado com medicação ou até remoção do olho. 

Curiosidades

  • Muitas celebridades americanas já possuíram ou possuem um Jack Russell Terrier, como Mariah Carey, Bette Midler, Paul McCartney, Goldie Hawn, Lindsey Lohan e o mergulhador olímpico Greg Louganis
  • A raça é muito boa com saltos, podendo saltar até cinco vezes mais o seu tamanho
  • Uggie é um Jack Russell que ficou muito famoso no cinema. Ele participou de filmes como “O Artista”, filme que ganhou cinco Oscars em 2012, “Sr. Cupido” e “Água para Elefantes”.  Uggie foi rejeitado por pelo menos dois donos por ser muito agitado. ele ia ser mandado para um canil mas acabou sendo adotado pelo pelo adestrador Omar Von Muller.
  • Este cão ficou muito famoso por interpretar Milo, o cachorro do Máscara. No filme, ele contracena com Jim Carrey e Cameron Diaz. 

Por que ter um Jack Russell Terrier?

O hobby de caçar pode não ser mais tão comum, mas o Jack Russel Terrier ainda é um dos favoritos dos proprietários de terras, entusiastas de esportes caninos e treinadores de animais para o show business.

Isso porque sua personalidade é destemida, sua facilidade de aprender truques é enorme e a energia é infinita. É um excelente companheiro de corridas e jogos com as crianças quando adulto e extremamente leal e afetuoso com sua família. São muito inteligentes, alegres e cheios de palhaçadas. 

É uma das raças mais corajosas, sendo capaz de enfrentar cães duas vezes o seu tamanho, o que o torna um ótimo cão de guarda. São fiéis aos seus tutores e farão de tudo para protegê-los.  Uma das coisas mais surpreendentes no Jack Russell é que ele é muito gentil e fiel. Idolatra seus donos, podendo até ser ciumento e protegê-los além da conta.

É preciso ter tempo, energia e paciência para se dedicar à raça, pois ela tem muita lenha para queimar. Se você possui essas características, esse pode ser o cão ideal, dedicado e gentil que você precisa. 

Por conta desse perfil enérgico , é um cão ideal para um dono ativo e que gosta de um desafio. É bem adequado para aqueles que desejam um companheiro para cooper ou para participar de provas de agility, em que suas qualidades serão bem aproveitadas. 

Por que não ter um Jack Russell Terrier?

Ensinar um Jack Russel Terrier é uma das tarefas mais difíceis do mundo canino. Exige paciência, tempo, disposição, senso de humor e muita energia, pois além de agitados eles também são teimosos. É preciso mantê-lo entretido e ter pulso firme, caso contrário ele vai criar as próprias regras. 

Sua herança de caçador faz com que ele mastigue, escave (seu jardim corre perigo!), lata bastante e persiga, seja uma bolinha ou um rato. Ele pode correr atrás de gatos, hamsters, coelhos e outros animais pequenos, além de ser agressivo com outros cães. 

Por conta da sua natureza corajosa e destemida, ele pode constantemente se por em perigo. A raça é capaz de enfrentar um cão muito maior do ele sem pensar nas consequências. Além disso, é preciso que esteja sobre constante supervisão para evitar fugas e acidentes.


O Jack Russel Terrier precisa de um espaço adequado e grande para se exercitar, além de um local protegido com cerca que não possa ser escalada, escavada ou saltada, pois adora correr e pular. Se dão melhor com crianças maiores, pois as brincadeiras de crianças pequenas podem irritá-los. 

Conheça outras raças de cães