Os cães insistem em andar de ambulância, levando o dono ao hospital
Patrícia Iolanda
Os cães insistem em andar de ambulância, levando o dono ao hospital

Na primeira semana de novembro, paramédicos foram chamados para ajudar um homem que estava em perigo na cidade de Bauru, em São Paulo. Ao chegarem ao local, eles encontraram o homem caído no chão, aparentemente tendo uma convulsão.

Quando os primeiros socorristas se aproximaram, eles logo perceberam que o homem não estava sozinho, mas acompanhado por dois cães, Bob e Chiara, que estavam decididos a não sair do lado do melhor amigo nem por um único segundo.

Depois que o homem foi colocado na ambulância, os cães seguiram o exemplo. Os paramédicos informaram aos superiores que os animais estavam indo juntos ao paciente para o hospital.

“Preocupada com a vida do paciente e dos cachorros [se tivessem ficado sozinhos]... A equipe decidiu não separar os amigos”, escreveu Patrícia Iolanda, supervisora ​​dos paramédicos, em uma rede social.

Já no hospital, o homem foi internado. Bob e Chiara, no entanto, precisaram esperar na porta para aguardar o retorno do humano. Os dois cachorros esperaram por uma noite inteira, até que finalmente reencontraram o amigo.

No dia seguinte, já recuperado do incidente, o homem recebeu alta – mas continuou sendo cuidado pelos grandes amigos caninos. Todos os dias, os paramédicos lidam com questões de vida ou morte. A lição neste caso, no entanto, era mais uma questão de coração. “Se isso não é amor”, escreveu Iolanda, “não sei o que é”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários