Todo fim de semana, dezenas de cães vadios do Sul são importados para a cidade de Nova York
JCRice
Todo fim de semana, dezenas de cães vadios do Sul são importados para a cidade de Nova York

Todas as semanas, dezenas de cães abandonados são transportados do sul do estado para a cidade de Nova York em vans lotadas até o teto com caixas de transporte, os animais passam horas de viagem em condições inadequadas, devido ao excesso.

Os animais são entregues para lares temporários até que possam, eventualmente, ser adotados a um custo de centenas de dólares, pagos aos abrigos sem fins lucrativos que providencial os transportes.

Os protetores de animais da cidade observam que a falta de leis especificas e a escassez de processos para castração deixam o clima mais favorável para o aumento de animais em situação de rua. Quando resgatados, os cães são levados de outras regiões para o centro da cidade de Nova York, para longe de abrigos que realizam eutanásia.

Membros da ASPCA afirmam que, embora muitos cães consigam encontrar lares amorosos, a prática também contribui para a superlotação nos abrigos da cidade. Segundo o New York Post, dezenas de cães foram descarregados no porto de South Street, ao sul de Manhattan. Os animais haviam sido levados de Geórgia sob os cuidados de um abrigo isento de impostos para a cidade.

As caixas com os animais estavam empilhadas de forma irregular em uma van de passageiros. Ainda na mesma manhã, segundo o jornal, algo semelhante ocorreu também no Madison Square Park, cães levados do Texas para a cidade de Nova York. Várias tentativas de contato foram feitas, devido ao transporte precário, mas nenhum dos abrigos comentou sobre o assunto.

As caixas com os animais estavam empilhadas de forma desigual até o teto de uma van de 15 passageiros com placas temporárias.
JCRice
As caixas com os animais estavam empilhadas de forma desigual até o teto de uma van de 15 passageiros com placas temporárias.

Dados não oficiais mostram que milhares de cães são transportados para abrigos de Nova York. No ano passado, 3.274 cães de abrigo foram transferidos para a cidade, de acordo com o Shelter Animals Count , uma organização sem fins lucrativos que mantém um banco de dados nacional. Isso ultrapassa os 2.304 cães entregues na cidade por seus antigos donos, número pouco menor que o de cães de rua resgatados nos cinco bairros, 3.297.

Leia Também

No entanto, não há nenhuma contagem oficial de quantos cães de outras regiões são levados para a cidade. Os nova-iorquinos devem licenciar seus cães com o Departamento de Saúde, mas os aplicativos não pedem o local de origem.

Protetores de Nova York afirmam que o alto fluxo de cães trazidos de fora significa que mais cães precisam ser abatidos na cidade. Os resgates devem ser registrados no Departamento de Agricultura e Mercado do estado.

De acordo com a agencia estadual de Nova York, em um e-mail recente, embora lojas de animais precisem ser regulamentadas e fiscalizadas, o mesmo não é feito quanto aos resgates e não existem leis estaduais aplicáveis contra resgates.

A porta-voz Jola Szubielski confirmou que a agência não tem “autoridade de inspeção” para resgates, “como acontece com os traficantes de animais”.

A executiva de serviços de abrigo da ASPCA, Christa Chadwick, disse: “A falta de moradia de animais é um problema complexo que requer soluções multifacetadas. Entre os desafios, em algumas áreas, há animais em risco de eutanásia devido ao excesso de oferta, enquanto em outras áreas, eles estão em risco de eutanásia porque têm problemas médicos e comportamentais que requerem suporte intensivo e recursos para ajudá-los a encontrar os lares adequados”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários