Faltavam dois dias para ela ser sacrificada, pois ninguém mostrou interesse em adotá-la até aquele momento
Chelsea Elizabeth Cossairt
Faltavam dois dias para ela ser sacrificada, pois ninguém mostrou interesse em adotá-la até aquele momento

Clementine estava muito magra e com problemas de saúde quando foi encontrada abandonada pelas ruas do sul da California (EUA), faltavam apenas dois dias para ela ser sacrificada quando uma mulher chamada Chelsea Elizabeth Cossairt viu a foto da cachorra na internet.

Elizabeth mandou uma mensagem para o abrigo assim que a viu e não demorou até que recebesse um telefonema em resposta. “A pessoa no Ginger's Pet Rescue estava chocada e em lágrimas porque estávamos interessados ​​nela”, disse ao The Dodo. “Ela nos contou que, das centenas de solicitações de cães que receberam nas semanas anteriores, nenhuma foi para a Clementine”.

A equipe de resgate explicou que, nas condições de Clementine, a cadela teria uma estrada longa e imprevisível pela frente. Mas Elizabeth estava disposta a fazer qualquer coisa para ajudar a cachorrinha abandonada a se curar.

Quando ela foi ao abrigo para conhecer Clementine pessoalmente, percebeu que a cadela jamais havia conhecido o amor. “Clementine tinha pavor de gente e não olhava ninguém nos olhos. Ela tremia o tempo todo, se escondia atrás dos móveis e ficava sentada de frente para a parede por meses”, contou.

Clementine quando foi adotada
Chelsea Elizabeth Cossairt
Clementine quando foi adotada

“Ela tinha aceitado a derrota, tinha os olhos vazios”, acrescentou, contando que a cadela nunca olhava para ninguém no rosto e abaixava a cabeça sempre que se aproximavam. Mas Clementine confiava em outros cães e imediatamente ne uniu aos novos irmãos peludos, Moose e Maple. Foi então que a tutora viu um vislumbre do cão feliz que Clementine poderia se tornar.

“Ela buscava conforto em estar perto deles e viajar com eles como um bando pela casa ou pelo quintal”, disse. Após várias consultas com o veterinário e meses de tratamento para infecções e alergias, Clementine finalmente começou a se sentir melhor e parou de tremer. Ela até ganhou coragem para olhar os pais humanos nos olhos.

A vida de Clementine não foi fácil e ela não sabia o que era receber carinhos
Chelsea Elizabeth Cossairt
A vida de Clementine não foi fácil e ela não sabia o que era receber carinhos

Foram sete meses para que Clementine se acostumasse, mas o olhar da cadelinha, que antes era vazio, estava cheio de amor. “Ela adora olhar profundamente em nossos olhos enquanto a acariciamos e é muito atenciosa quando falamos com ela”, disse a tutora. “Ela ainda desconfia de gente estranha e às vezes fica assustada com a gente se nos movimentamos muito rápido ou chegamos por atrás dela, mas ela chegou tão longe”.

Agora, Clementine é como um cão totalmente novo - cheia de curiosidade e brincadeira, como se estivesse vivenciando a fase de filhote que nunca teve. Mas o mais importante, ela finalmente se sente segura.

Foram longos meses até que ela se sentisse segura com humanos
Chelsea Elizabeth Cossairt
Foram longos meses até que ela se sentisse segura com humanos

“Ela deita aos nossos pés quando trabalhamos em casa e adora esfregar a barriga depois de finalmente nos permitir dar carinhos no mês passado”, contou. “Ela 'empurra' tudo à vista - nós achamos que é sua maneira de explorar e descobrir o que as coisas são. Ela é tão parecida com um filhote que às vezes nos perguntamos se ela chegou a ser um. Ela cutucará sua mão se você não a acariciar ou se parar e ela ainda não tiver terminado”.

Clementine chegou tão longe desde que foi adotada que quase não dá pra reconhecer que era o cachorro assustado que encarava as paredes. Agora, ela faria qualquer coisa por sua família - e sua família não consegue imaginar mais a vida sem ela.

Clementine confiava em outros cães e isso a ajudou a confiar também na nova família
Chelsea Elizabeth Cossairt
Clementine confiava em outros cães e isso a ajudou a confiar também na nova família

“Ela é uma garota tão doce e gentil”, disse Elizabeth. “Nós poderíamos dizer que ela só quer amar e ser amada em troca. Ela é leal e protetora conosco e nos segue por toda parte”, completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários