Gail Barnes é diretora do South Plains Wildlife Rehabilitation Center (SPWRC), um abrigo e centro de reabilitação para animais selvagens no Texas, nos Estados Unidos. Ela está acostumada com pessoas deixando bichinhos que precisam de cuidados por lá e não foi diferente quando ela recebeu a ligação de um homem dizendo que estava levando um animal precisando de ajuda.

Gambá sem pelo
Reprodução/Facebook
Gambá sem pelo é entregue em abrigo para animais

Em entrevista ao site The Dodo, ela contou que viu o homem chegando com uma caixa e foi recebê-lo. "Eu estava entrando com a caixa e ele começou a colocar o braço para fora, mas não tinha pelos. Eu pensei: 'meu Deus, isso não é um gambá, mas um gato sem pelos'", disse Gail.

A diretora do SPWRC parou em uma sala e abriu a caixa para conferir com qual bicho estava lidando. Quando viu o animal todo, ela teve certeza de era um filhote de gambá, mas ela só tinha um pouco de pelo nas patas e na cabeça. "Ela estava com hipotermia, então nós tivemos que esquentá-la. Nós colocamos ela na encubadora esquentamos umas meias e a temperatura dela começou a voltar ao normal", Gail relembra.

Os veterinários do abrigo para animais descobriram que ela tem uma doença auto-imune, que a impede de ter pelos. A diretora da instituição explica que na natureza é comum as mães abandonarem os filhotes que não têm chances de sobreviver e é o que deve ter ocorrido com a pequena gambá. Por isso, ela viverá no abrigo e ajudará no programa de educação ambiental. Na verdade, a gambá já é super querida na comunidade, que manda roupinhas para que ela possa se esquentar no inverno.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários