As mudanças trazidas pelo novo coronavírus, como o isolamento físico, fizeram com que muitas pessoas tivessem que adaptar a forma de trabalhar. As feiras de adoção de animais, por exemplo, tiveram de ser suspensas. Pensando nisso, Alexandra Gimenez, diretora da Amahvet e voluntária no Abrigo Chácara da Dolores, promoveu uma ação, em conjunto com a prefeitura de Guarulhos, para as adoções continuarem ocorrendo via online.

Alexandra acredita que a demanda pela adoção dos animais nesse período cresceu. "A procura tem aumentado em média 30%. Acreditamos que o fato de as pessoas estarem em casa, fragilizadas emocionalmente, com maior tempo disponível tenha influenciado nisso", conta.

Leia mais:Ativista animal realiza ação para arrecadar alimento para animais abandonados

O projeto proposto funciona da seguinte maneira: os interessados enviam um e-mail, a equipe da Amahvet entra em contato, envia um questionário para conhecer o perfil da família e saber o que esperam de um pet. Após isso, realizam uma chamada de vídeo com o objetivo de conhecer melhor os candidatos e o futuro ambiente em que o animal irá viver. Feito tudo isso, agendam dia e horário para que o pet seja entregue a sua nova família por um táxi dog. Quem preferir, pode buscar os animais na própria clínica.

Alexandra ainda aponta para a responsabilidade da adoção do pet durante a quarentena: "Apesar da procura ter aumentado, também aumentou o número de adotantes que estão procurando apenas para suprir uma carência afetiva nesse período. Aprimoramos mais nosso processo de seleção para que a adoção seja consciente, pois não queremos que após o término do isolamento físico os pets sejam devolvidos. Queremos que os adotantes entendam que uma adoção é um compromisso com a vida de um ser que depende dele para tudo, seja financeira, física ou emocionalmente".

Leia mais:ONG leva higiene, alimentação e atenção para moradores de rua e seus cães

Karin Monteiro Oliveira e Anderson Silva Oliveira adotaram um gatinho via adoção online nesse período. O casal disse que mesmo que a vontade tenha se intensificado na quarentena, já desejavam ter um bichinho antes. "Ideia muito eficiente e inovadora. Adoramos o trabalho e parceria da Clínica e da Ong." Além disso, o casal ainda enfatiza que seja na quarentena ou não, a companhia dos pets é a melhor.

Homem e mulher segurando gatinho branco e preto que adotaram arrow-options
Karin Oliveira
Karin e Anderson Oliveira com o gatinho que adotaram

Os interessados em adotar um novo amigo pelo sistema devem enviar um e-mail para adotedpan@gmail.com


    Veja Também

      Mostrar mais