Os cuidados com a pele estão entre as tarefas indispensáveis de um dono de cachorro. Isso porque a pele dos cães  está suscetível a ação de fungos e bactérias, principalmente quando ocorre um desequilíbrio no organismo. Isso pode ocasionar inflamação, coceira, vermelhidão e até formação de lesões como crosta, feridas abertas, queda de pelos e infecções.

Falta ou excesso de cuidado podem causar problemas de pele nos cães . Por exemplo, não usar proteção solar ou antipulgas e excesso de banhos são gatilhos, respectivamente. Não à toa o assunto gera muitas dúvidas entre os donos. Priscila Brabec, veterinária e Gerente de Produtos da Ceva Saúde Animal respondeu algumas delas. Confira. 

Quando dar banho no cachorro?

cachorro no banho arrow-options
Shuttersock
O banho está entre os cuidados com a pele do cachorro

A frequência de banhos pode variar, conforme pelagem, raça e sujidade do pet. De maneira geral pode ser indicado banhos semanais ou quinzenais, dependendo da necessidade. É importante utilizar apenas produtos veterinários para higienização e após o banho é preciso atenção especial na secagem para evitar uma infecção na pele devido a umidade e proliferação anormal de fungos e bactérias.

Como a escovação de pelo deve ser feita?

O ato de escovar é um momento de carinho que aproxima cachorro e dono e que deve ser feito diariamente. Só assim é possível retirar o excesso de pelos, e também possíveis nós que podem incomodar o animal no caso da pelagem longa. 

A tosa higiência irrita a pele?

Normamente não. Porém, em casos de tosas mal feitas (com lâminas não esterelizadas) ou de animais com a pele sensível ou com algum problema dermatológico pode ocorrer irritação e vermelhidão. Para evitar o primeiro caso é importante sempre escolher um pet shop bem avaliado. No segundo caso, verificar a recomendação do veterinário que cuida do animal é crucial. 

Pulgas, carrapatos e mosquitos também irritam a pele do cão?

Sim, e muito! Os carrapatos, pulgas e mosquitos se alimentam de sangue, causando desconforto ao animal, que se coça excessivamente devido a picada ou ao tentar retirá-los de seu corpo. Além disso, eles são responsáveis pela transmissão de graves doenças. Por isso, é imprescindível que os tutores apliquem produtos específicos com ação contra pulgas, carrapatos e mosquitos, mesmo nos animais que não vão com frequência à rua.

Cães devem usar protetor solar?

Sim, principalmente os cães que têm pele clara. O  uso do protetor solar evita algumas doenças, entre elas o câncer de pele. O item deve ser aplicado sempre que o animal for se expor ao sol, especialmente no focinho, orelhas, barriga e patas. Vale ressaltar que o produto deve ser específico para cães.


    Veja Também

      Mostrar mais