Tamanho do texto

Os cachorros não suam como os humanos, por isso o aumento da frequência dos banhos é mais uma escolha do dono

O verão começa oficialmente neste domingo (22), trazendo com ele os dias mais quentes do ano. Com o calor muitas pessoas auemntam a quantidade de banhos diários em busca de se refrescarem e acabam se perguntando se deveriam fazer o mesmo com o cachorro

Ricardo Cabral, veterinário da Virbac, explica que os cães não suam da mesma forma como os humanos - as trocas de calor acontecem pelas patas e pela língua - e por isso não há necessidade de aumentar a quantidade de banhos. "Nessa época do ano as brincadeiras com água são bem vindas, mas não precisa necessariamente aumentar a frequência dos banhos."

Leia também: As raças de cachorro mais afetadas pelo calor e como diminuir os impactos

cachorro tomando banho arrow-options
Shuttersock
A frequência de banhos no cachorro durante o verão não precisa ser alterada

Dessa forma, o tempo entre um banho e outro pode continuar sendo o mesmo da recomendação tradicional: a cada 7 dias para cães pequenos e a cada 15 para cães maiores. Agora, se o dono decidir aumentar a frequência o ideal é que o veterinário do animal seja consultado antes, afinal execesso de banhos não é saudável. 

Qual produto usar no banho do cachorro?

De acordo com Ricardo a regra mais importante é usar produtos de higiene canina. "Muitos tutores acabam utilizando o seu próprio shampoo ou até mesmo barra de sabão de lavar roupas, mas isso não é bom para o cachorro. Além de ressecar a pele e provocar alergia e irritações, o uso de produtos inadequados pode também causar um desiquilíbrio de óleos nos pelos, criando um ambiente ideal para bactérias, parasitas e vírus”, explica. 

Leia também: Especialista dá dicas para tosar cachorro no verão

Os mais indicados são shampoos que possuem ingredientes hipoalergênicos, mesmo que o cão não seja alérgico. Esse produto pode evitar que a pele do pet fique irritada quando ocorre o contato com agentes desconhecidos.

Além disso, conhecer o pelo e o tipo de pele do animal é fundamental. "Os shampoos caninos possuem funções de desembaraçante, antiqueda, manter a cor natural do pelo, entre outras. Portanto, identificar necessidades comuns a cada tipo de pelagem facilitará na hora de comprar o produto", explica o veterinário. "A pele também deve ter atenção especial. Se ela é seca, por exemplo, procure por um shampoo hidratante. Se é oleosa, um shampoo que controle a oleosidade", finaliza.