Tamanho do texto

Em Melbourne os alarmes de incêndio tocam com frequência e isso fez Lais Zuccato pensar no que aconteceria com seus cães em um caso de incêndio, mas os adesivos a deixaram mais tranquila

Faz pouco mais de três meses que Lais Zuccato se mudou para Melbourne, na Austrália. Nesse tempo ela percebeu uma coisa comum no local: os alarmes de incêndio tocam com frequência. Apesar de "97% das vezes serem por causa de algum vizinho fritando o jantar", como Lais escreveu em seu Facebook, ela começou a pensar o que seria de seus cães em caso de fogo de verdade. 

Leia também: Pastor alemão com condição rara terá tamanho de filhote para sempre

Zimba e Cacau ficam sozinhos no apartamento em alguns momentos e os possíveis incêndios começaram a preocupar muito Lais. Mas um pacote que chegou pelo correio fez com que ela ficasse mais calma. 

Zimba e o kit da RSPCA recebido por Lais arrow-options
Facebook/ Lais Zuccato
Zimba e o kit da RSPCA recebido por Lais


A RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals), uma associação que protege animais , enviou um kit de sobrevivência para Zimba e Cacau. Nele, um chaveiro, um cartão de visitas e um adesivo para ser colado na porta do apartamento dizem. Em um está escrito: "MEU PET ESTÁ SOZINHO EM CASA. Se eu estiver doente ou machucado, por favor utilize as informações no verso desse cartão e avise o meu contato de emergência." No outro: "Serviços de Emergência, por favor resgatem o meu pet. Nessa propriedade há: __ gatos, __ cachorros, ..."

Agora, se qualquer coisa acontecer enquanto a casa estiver sem nenhum humano, os serviços de emergência - sejam policiais, bombeiros e até médicos - saberão que existem animais de estimação que precisam ser auxiliados no local.