Tamanho do texto

Na Europa a prática é proibida desde 1987; em outros países a extração de unhas também é muito criticada

Alguns tutores extraem a unha de seus gatos por considerarem mais seguro que o pet não possa arranhá-los. Porém essa prática é muito criticada em diversos países, e agora foi proibida em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Leia também: Figurinhas de WhatsApp muito utilizadas mostram gatos com doença

Na Europa a extração de unhas e dentes de cães e gatos é proibida desde 1987. Em Nova Iorque, a “extirpação”, como é chamada, poderá ser feita apenas em caso de doenças, para assim melhorar a qualidade de vida do animal.

Extração de unhas de gatos é proibida em NY arrow-options
shutterstock
Extração de unhas de gatos é proibida em NY


Mas ainda há quem defenda o ato cruel: muitas pessoas acreditam que os gatos sem unhas são mais dificilmente abandonados e adotados mais rápido, justamente por não poderem “machucar” os donos.

A Associação De Defesa Dos Animais (PETA) twittou “Vitória!”, para comemorar a proibição do ato de extração de garras de gatos .