Tamanho do texto

Uma norte-americana estava com pena do animal até ler o bilhete preso em sua coleira, que fez com que ela entendesse a situação

Maggy Oplinger, moradora do Tennessee, nos Estados Unidos, estava passeando pelo parque perto de um rio, quando encontrou um cachorro que parecia estar perdido e precisando de ajuda. A norte-americana resolveu ligar para o dono do pet, cujo telefone estava na coleira. E foi nesse momento que ela encontrou um bilhete que explicava que o animal não era um cão “perdido” .

Leia também: Formandos caem no riso quando cachorro de um aluno invade cerimônia

Cão
Facebook/ Maggy Oplinger
Cão "perdido" e bilhete


Na publicação do Facebook em que divulgou o acontecido, Maggy colocou uma foto do bilhete, que dizia:

“Olá, eu não sou um cachorro de rua. Eu moro no Lilly Pad. Eu acredito que é meu trabalho proteger todos os visitantes daqui. Irei para casa quando estiver pronto.”

Veja:

bilhete na coleira do cachorro
Facebook/ Maggy Oplinger
Bilhete na coleira do cachorro


Leia também: Cadela viajante senta na primeira classe de voo e julga os outros passageiros

Maggy ainda fala que o animal ficou observando e “protegendo” ela e seus amigos enquanto eles nadavam no rio. Parece que além de ser muito amigável, o cão queria garantir que ninguém se machucaria por ali.

    Leia tudo sobre: