Tamanho do texto

Dificuldade para respirar e úlcera ocular estão entre os problemas mais comuns que estes gatos podem desenvolver

Não é só o preço de um animal de raça que é o problema. Muitos gatos de cara achatada estão indo frequentemente para a clínica veterinária do abrigo de Battersea, no Reino Unido, principalmente por problemas genéticos desenvolvidos por causa de seu rosto pouco desenvolvido para frente.

Leia também: Novo Grumpy Cat faz sucesso nas redes sociais; conheça-o

A raça que mais gera problemas relacionados à face achatada é a de gatos Persas . Um exemplo disso é Rucca, que chegou na clínica com uma úlcera severa no olho por causa do formato de seu rosto. Isso resultou em uma remoção completa de um dos globos oculares do gato.

Já Cee, uma gatinha de quatro anos, também terá que passar por uma cirurgia. Porém o problema dela está ligado à respiração. A operação irá aumentar o tamanho de suas narinas para permitir que o ar entre sem dificuldade. A raça? Persa.

Gatos de cara achatada têm tendência a desenvolverem problemas de respiração
shutterstock
Gatos de cara achatada têm tendência a desenvolverem problemas de respiração


Assim como os cães da raça  Pug , que também sofrem destes problemas, estes gatos entraram na moda e são muito procurados por quem acredita que o rosto achatado deixe-os mais fofos. Um dos veterinários da clínica, Shaun Opperman, disse em entrevista ao Metro que a maioria dos gatos que desenvolvem problemas oculares ou de respiração estão ligados aos cruzamentos que alteram a aparência deles, o que é o caso dos Persas.

Leia também: Gato famoso atrasa compromissos de Donald Trump na Inglaterra

Ele ainda ressalta que se o tutor quiser mesmo um pet com pedigree, ele deve pesquisar antes e ter ciência dos problemas que o animal pode desenvolver. “ Cães e gatos precisam de muito mais do que likes no Instagram. Eles precisam de uma condição de vida digna”, finaliza.