Tamanho do texto

O Código de Trânsito Brasileiro não permite que animais andem soltos dentro do carro e a ação pode gerar multa e pontos na certeira; entenda

Os animais de estimação são tratados como membros da família e acompanham os tutores para todos os cantos. Não há problema nenhum nisso, inclusive é essencial para os bichinhos se destraírem e se sentirem amados. Mas, nessas situações, geralmente, acontece um erro na hora de levar o cachorro no carro que pode custar caro para o motorista. 

Leia também: Designer cria skate elétrico para gato

Sabe aquele cãozinho que adora andar com a cabeça na janela, para fora do carro? Ou aquele que só anda se for no colo do tutor? Todas essas situações de cachorro no carro não seguem o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e, se flagradas por um agente de trânsito, geram multa e pontos na carteira do motorista. O tipo de penalidade vai depender apenas do nível da infração. 

Levar o cachorro no carro sem nenhum tipo de proteção é uma infração de trânsito
shutterstock
Levar o cachorro no carro sem nenhum tipo de proteção é uma infração de trânsito

De acordo com o CTB, artigo 235, transportar animais na parte externa do veículo é infração grave. A parte externa pode ser desde a caçamba de uma camionete até a cabeça para fora da janela. Para a infração são acrescidos cinco pontos à Carteira de Habilitação do condutor e cobrada multa de R$ 127,69. Além disso, o veículo pode ficar retido como medida administrativa. 

Quando o cachorro está no colo (braços e pernas, ao lado esquerdo) do motorista a infração é considerada média. Soma-se quatro pontos na carteira e cobra-se R$ 85,13 de multa. 

Leia também: Confira as mudanças de comportamento dos cachorros idosos

Deixar o animal solto dentro do carro, permitindo que ele transite normalmente e tire a atenção do motorista tem a pena mais branda. O artigo 169 do CTB prevê três pontos na carteira e multa de R$ 53,20. 

Porém não é só dinheiro e pontos na carteira que o tutor pode perder. Em caso de acidente, a chance do cachorro que está sem proteção se machucar gravemente é alta. Outra possibilidade é do animal fugir assustado após uma batida. 

Transportando o cachorro no carro de forma adequada

Atualmente o mecado pet já oferece diferentes opções para levar o cachorro de forma segura no carro. As mais utilizadas e simples de usar são o sinto de segurança e a cadeirinha. 

O cinto de segurança especial para cachorro é um espécie de guia que em uma extremidade se prende na coleira do animal e na outra ao dispositivo de cinto do carro. Como mostra a imagem a seguir. 

Cinto de segurança para cachorros
Reprodução/ Redes Sociais
Cinto de segurança para cachorros

A cadeirinha é uma opção de segurança que apresenta um modelo mais robusto. O cachorrinho vai sentado dentro dela e também existe um sistema de cinto para prendê-lo e evitar que ele ande livremente pelo carro. Além disso, o banco do veículo também fica protegido. 

Leia também: Como ter uma viagem de carro com cachorro tranquila

A cadeirinha é outra forma de transportar o cachorro no carro em segurança
Arquivo pessoal
A cadeirinha é outra forma de transportar o cachorro no carro em segurança


Transportar o  cachorro no carro de forma adequada protege ele, o tutor e ainda evita problemas com o Código de Trânsito Brasileiro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.