Tamanho do texto

A proposta da iniciativa é incentivar a adoção dos cães em ONGs, de uma forma criativa e diferente

Você já pensou em adotar um pet que participou das previsões dos jogos da Copa do Mundo 2018? A DogFy, aproveitou o maior evento de futebol do mundo para incentivar a adoção e oferecer um lar para os cães. É uma forma de atrair a atenção dos torcedores que almejam um bichinho, de uma forma criativa e diferente.

Leia também: Estudante cria site para reduzir o número de devoluções de cães adotados

Idealizado por Renato Rozenberg e Leonardo Fernandes, o projeto “Copa da Adoção” nasceu em parceria com a ONG Ampara Animal. Antes dos jogos da Copa do Mundo, os cães disponíveis para adoção participam de games prevendo o resultado da partida. A brincadeira é filmada e publicada no YouTube.

DogFy, em parceria com a ONG Ampara Animal, cria a
Reprodução
DogFy, em parceria com a ONG Ampara Animal, cria a "Copa da Adoção" para os pets preverem os jogos da Copa do Mundo 2018

Depois que o vídeo é postado, as pessoas que se interessarem pelo cachorro devem entrar no  site do projeto e se candidatar para a adoção. Lá também tem uma ficha com foto e as informações sobre pet para que o conheçam melhor. Depois, basta esperar a ONG avaliar os possíveis donos para a adoção ser concluída.

De acordo com Renato, a ideia nasceu quando perceberam que poderiam aproveitar a Copa do Mundo para atrair atenção para a causa. No entanto, esse período é muito ruim para os cães por causa de barulhos e lixo em excesso. Então, como transformar o maior evento futebolístico em algo bom para os pets?

Leia também: Aprenda a fazer uma camisa do Brasil customizada para você e seu pet

"Eu e o Leonardo juntamos ideias e nasceu a Copa da Adoção. A proposta de colocar animais para prever os resultados dos jogos já existe, mas só utilizam filhotes fofinhos e de raça. Nós pensamos em unir isso com adoção", explica Renato. "Nós queríamos colocar esse tema há muito tempo em nosso canal para ajudar as ONGs, e com a chegada da Copa surgiu a oportunidade."

No site da Copa Da Adoção tem uma ficha com todas as informações do cachorro e um botão para se candidatar
Reprodução
No site da Copa Da Adoção tem uma ficha com todas as informações do cachorro e um botão para se candidatar

Todos os cães que entram na Arena Vira-Lata pertencem a Ampara Animal. São eles que selecionam os bichinhos para participar das previsões, castram, vacinam e vermifugam. Até o momento tem quatro pets disponíveis no site e três deles já estão em processo de adoção. 

Como a Copa tem muitos jogos até o final do mês, seria difícil arcar com vídeos em todas as partidas. Então, Renato e Leonardo pensaram em uma alternativa chamada "Banco de Reserva". "É um jeito de aumentar o número de cães no site sem precisar fazer um vídeo", esclarece. "Além disso, é difícil para as pessoas acompanharem tudo isso, são muitos jogos por dia". 

Se o projeto der certo, a intenção dos sócios é fazê-lo crescer. O site continuará no ar mesmo após a Copa, para que todos os pets disponíveis sejam adotados e, futuramente, aproveitar da mesma forma outros eventos de esporte, como olimpíadas e campeonatos.

"Até onde eu sei, é a primeira vez que alguém faz algo assim. A gente não quer mostrar o lado triste e dramático da história do vira-lata, mas sim o alegre e divertido. Não desejo que ninguém os adote por dó. Então, encontramos um jeito legal e inovador de mostrar o pet para as pessoas, com muito mais visibilidade do que uma feira de adoção", comenta.

Leia também: A Copa do Mundo de 2018 começou! Conheça os pets de alguns jogadores

Além disso, Renato e Leonardo conseguem ajudar as ONGs e dar um lar para todos os bichinhos sem dono. Os jogos da Copa estão rendendo frutos não só para os países, mas agora para os pets também.