Tamanho do texto

A lei aprovada em Ubatuba, município do litoral norte paulista, tem como objetivo proteger crianças, idosos e animais de estimação

As festas de final de ano são regadas de comemorações e com elas vêm os fogos de artifício. Com efeito visual bonito, a pirotecnia pode causar euforia em alguns, mas desespero para outros. Animais de estimação, crianças, autistas, pessoas com síndrome de down e idosos costumam se assustar e até desenvolver problemas de saúde devido aos estrondos causados pela prática. 

+ Saiba como proteger seu cão dos barulhos dos fogos de artifício no Ano Novo

Uma lei aprovada em Ubatuba, município do litoral norte de São Paulo, proíbe a solta de fogos de artifício que causam poluição sonora. Agora, a grande quantidade de turistas que visitam o local no final do ano e no verão para aproveitar as lindas praias, verão apenas fogos silenciosos. 

Os fogos de artifício podem prejudicar muito os animais
Reprodução
Os fogos de artifício podem prejudicar muito os animais

A notícia de que a Lei n. 3.913/2016, regulamentada pelo decreto n. 6775, havia sido aprovada foi dada no site oficial da Prefeitura Municipal de Ubatuba. A pessoa física que infringir a determinação pagará multa no valor de 60 UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo) que pode ser cobrada em dobro em caso de reincidência. Para pessoas jurídicas a multa é mais alta, 300 UFESP, e a licença de funcionamento pode ser caçada. A fiscalização ficará por conta das autoridades municipais. 

+ Cachorrinha é resgatada e ganha uma família pra lá de aventureira

Para os animais e seus donos que vivem ou visitam Ubatuba a novidade é um grande alívio. Afinal, mesmo que algumas providências sejam tomadas para evitar que os bichinhos se assustem com os fogos, o barulho é muito alto e os incomoda. Deixar a televisão ligada no último volume, fechar todas as janelas e portas da casa, amarrar um pano no corpo do cachorro, nada disso faz tanto efeito como o uso de fogos silenciosos. 

A maior parte dos cachorros tem medo de fogos de artifício
Reprodução Pinterest
A maior parte dos cachorros tem medo de fogos de artifício

+  Perfil no Instagram mostra o melhor lado da amizade entre dois cachorros

Nas redes sociais a repercussão foi grande, assim como a aceitação do público. "Exemplo que deve ser seguido por todos os municípios do Brasil... Os transtornos são enormes, o custo é altíssimo e o benefício é zero", "Tenho uma cachorrinha que sofre muito com os fogos de artifício, eu tenho medo porque o cachorro da minha sobrinha morreu assim" e "Parabéns pela atitude, que sirva de exemplo para outros lugares", foram alguns dos comentários feitos pelos internautas. 

    Leia tudo sobre: notícias
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.