Tamanho do texto

Esse fofinho não consegue mais parar de abraçar seu bichinho de pelúcia!

O pequeno macaco chorou muito por sua mãe, mas ela não pode ouví-lo. Ela já nem estava mais viva.

O macaco bebê de dois meses Mongkood chegou ao hospital veterinário dirigido pela organizaçao Wildlife Friends Foundation Thailand (WFFT), depois que um time o resgatou de uma pessoa que estava o mantendo como pet ilegalmente.

+Gata é encontrada em outro país depois de quatro anos desaparecida

Macaco bebê que perdeu sua mãe não deixa seu ursinho!
Reprodução
Macaco bebê que perdeu sua mãe não deixa seu ursinho!


Enquanto o time do WFFT não sabe muito sobre a vida de Mongkood, seus salvadores acreditam que ele foi retirado da natureza depois de ver pessoas matando sua família. Felizmente, Mongkood não foi mantido como bichino de estimação por muito tempo, e agora ele está recebendo a ajuda de que precisa no hospital da WFFT na Tailândia.

Para dar conforto à Mongkood, que continua a chorar por sua mãe, os veterinários da WFFT lhe deram dois bichinhos de pelúcia, um ursinho branco e um gato laranja, e o macaquinho os abraça e não solta mais de forma alguma.

"O pequeno Mongkood ainda está muito confuso sobre o paradeiro de sua mãe", WFFT escreveu em seu Facebook. "Ele ainda chora pelo amor e carinho de sua mãe".

Macaco bebê que perdeu sua mãe não deixa seu ursinho!
Reprodução
Macaco bebê que perdeu sua mãe não deixa seu ursinho!


O triste é que a história de Mongkood está longe de ser incomum, na Tailândia, assim como em outras partes do Sudoeste da Ásia, macaos são frequentemente roubados da natureza. Alguns são vendidos como animais de estimação, ou são treinados para dançarem e entreterem seres humanos, enquanto outros são mortos por suas carnes e partes do corpo, que são utilizadas na medicina tradicional.

+Esses cachorros fofos tirando uma soneca com crianças são imperdíveis

"A população desses macacos caiu em 30% nas últimas três gerações devido a vários fatores, e a previsão é de que esse declínio continue a aumentar nas próximas três gerações.", diz WFFT. Isso quer dizer que todos os bebês são importantes!

Se tudo correr bem, Mongkood voltará à natureza algum dia, e ajudar a sua espécie crescer e prosperar, mas no meio tempo ele ainda tem que crescer bastante. E por enquanto, os bichinhos de pelúcia dele serão de grande ajuda, pois mesmo que eles não possam tomar o lugar de sua mãe, Mongkood pode abraçá-los sempre que se sentir triste ou sozinho. "Nós faremos de tudo para que sua transição seja a menos estressante o possível", diz WFFT.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.