Tamanho do texto

Eles são melhores amigos e têm coisas em comum

Carter Blanchard é um garotinho de 8 anos que tem vitiligo, uma doença que faz com que a pele perca sua coloração, deixando manchas. Isso gerou muitos problemas para o menino, que sofria preconceito e sempre se sentia diferente dos outros.

+Esse fotógrafo tira fotos de animais da fazenda como ninguém!

Cão com vitiligo faz menino com a mesma doença se sentir bem
Reprodução/ Redes Sociais
Cão com vitiligo faz menino com a mesma doença se sentir bem


Ele detestava se olhar no espelho e saber que tinha a pele naquelas condições até encontrar um amigo especial que mudou essa visão.  "A expressão dele foi mudando rapidamente", descreveu a mãe de Carter. "A primeira coisa que ele costumava falar sempre que entrava no carro era que ele odiava o próprio rosto e a aparência", completou. Realmente parecia um milagre ensinar o garoto a gostar de si mesmo e apreciar sua beleza única, superando o preconceito com o vitiligo .

+Lembra dos 'cães abraçadores'? Eles ganharam um amigo e o ensinaram a dar abraço

As orações do garotinho foram respondidas sob a forma de um labrador preto de 13 anos chamado Rowdy. O cão foi diagnosticado com vitiligo no mesmo ano que Carter. As manchas brancas o tornaram ainda mais lindo e famoso na internet. Inclusive, foi assim que a mãe de Carter descobriu o pet.  “Eu li que Rowdy tinha vitiligo e me surpreendi. Quando eu mostrei ao meu filho ele ficou muito feliz por ver um cachorro que também tem vitiligo", contou.

Carter e Rowdy têm muito mais do que só o vitiligo em comum: são muito fofos e amáveis
Reprodução/ Redes Sociais
Carter e Rowdy têm muito mais do que só o vitiligo em comum: são muito fofos e amáveis


Carter e Rowdy se encontraram no começo desse mês. Sobre o encontro, a mãe disse que quando eles estavam se aproximando nem parecia que era a primeira vez que se viam. "Era como se fossem da mesma família já", falou. Ela também contou que desde que Carter conheceu Rowdy, ele desenvolveu uma amizade inesperada e linda, além do garotinho ter se tornado muito mais confiante e aprendeu a abraçar suas características singulares. 

+Melhor amigo dos humanos: cão segue funeral para se despedir da tutora

O melhor disso é que o garotinho pôde ver que ele é exatamente igual ao cãozinho e não há nenhum problema em ter vitiligo! 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.