Tamanho do texto

Não existe mais um serviço próprio para transporte de animais, mas com algumas dicas é possível convencer o motorista a aceitar o peludo

Já faz um tempo que os carros compartilhados tomaram conta da cidade. Graças aos preços mais baixos e a facilidade do aplicativo, sempre que podemos optamos por esse meio de transporte. Mas e quando queremos sair com os pets? Será que os carros os aceitam? Foi pensando nisso que a Uber criou o UberPet.

Leia também: Dicas para levar seu cachorro no carro com segurança

Em algumas cidades essa nova vertente do aplicativo fazia companhia às opções UberX, UberBlack, UberBAG, etc. Basicamente, o UberPet foi criado para transportar animais de estimação no carro e os veículos continham uma capa para proteger o banco traseiro de sujeiras. No entanto, o serviço foi silenciosamente cancelado pela empresa. Em nota oficial, a Uber disse que todos os serviços agora são "pet friendly". 

O fim da UberPet deixou os donos reféns da boa vontade dos motoristas
reprodução shutterstock
O fim da UberPet deixou os donos reféns da boa vontade dos motoristas

"Ao logo do tempo aprendemos que motoristas parceiros cinco estrelas sempre têm um objeto para proteger os bancos e assim proporcionar uma viagem cômoda para seus usuários e respectivos animais. Passageiros também podem estar sempre preparados. Já vimos exemplos de pessoas que mantém uma canga para que possam proteger os bancos do carro do motorista parceiro", finalizava o comunicado. 

Então, isso significa que todos os carros da Uber irão aceitar os bichinhos? Não exatamente. Com o fim da UberPet fica sob critério dos motoristas aceitarem ou não seu animal. E o pior, para quem tem cachorros de médio a grande porte, as chances de o motorista permitir a entrada do peludo são ainda menores.

Leia também: Como fazer da caixa de transporte uma diversão para o cachorro

Além disso, na época do serviço para pets, os funcionários da Uber tinham que estar preparados com protetor de assento traseiro. Agora é responsabilidade dos donos levarem alguma proteção ou colocar o animal dentro da caixa de transporte. 

No site da empresa, inclusive, eles pedem ajuda para manter a limpeza dos bancos. "Por favor, auxilie os motoristas a manter os veículos limpos para todos os passageiros, trazendo uma caixa ou cobertor para reduzir o risco de danos ou bagunça. Alguns motoristas podem manter um cobertor no porta-malas".

Como proceder com o fim da UberPet?

Informe o motorista que deseja transportar um animal para saber se ele aceita
reprodução shutterstock
Informe o motorista que deseja transportar um animal para saber se ele aceita


Se você tiver um cão-guia fique tranquilo. Segundo leis federais, o motorista é obrigado a aceitar a corrida de pessoas com necessidade especiais e seus animais acompanhantes. Caso contrário, a Uber dá algumas dicas para não ter dor de cabeça na hora do transporte.

Primeiramente, avise o motorista sobre a presença do bichinho. Use seu aplicativo para enviar uma mensagem ou ligar para informar que você gostaria de levar um animal de estimação. Saiba que existe o risco da corrida ser cancelada. 

Caso isso aconteça, tente pedir um Uber maior. É comum que alguns motoristas cancelem a corrida por ter um carro muito pequeno. Por isso é uma boa ideia chamar veículos grandes, como UberBAG.

Coloque-o dentro de uma bolsa ou caixa de transporte, principalmente se o animal for de pequeno ou médio porte. Isso irá garantir que o peludo não se mexa demais e nem o motorista reclame da movimentação. Carregue uma toalha ou cobertor para forrar o assento. É mais fácil convencer a pessoa de transportar o pet quando tem algo para proteger os bancos. 

Lembre-se de colocar coleira e prender o animal com cinto de segurança caso não esteja dentro da caixa de transporte. A movimentação excessiva do pet ou o fato dele estar solto no carro pode incomodar o motorista. É importante seguir as leis de trânsito para transporte de animais

Leia também: Como ter uma viagem de carro com cachorro tranquila

O encerramento da UberPet complicou a vida de muitos donos sem carro, mas com persistência é possível transportar os animais de carro. Quem sabe no futuro outras empresas forneça esse serviço.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.