Tamanho do texto

Apesar de ainda sofrerem preconceito, esses profissionais trazem melhor qualidade de vida para os animais de estimação

Visto por muitos como a profissão do momento, o dog walker também sofre preconceito por parte de algumas pessoas. Partindo do fato de que poucos donos têm tempo para fazer o passeio diário ideal com seus cães, o mercado pet lançou o profissional que faz a alegria dos animais de estimação. O objetivo é basicamente garantir que o bichinho gaste energia e não desenvolva problemas de saúde como diabetes

Porém, muitas perguntas ainda giram em torno de um dog walker . Como funciona o trabalho dele? Como escolher o profissional corretamente? É realmente confiável? Quais são as vantagens de contratar um? Confira as respostas para todos esses e outros questionamentos a seguir. 

Dog walker é o profissional que leva cães para passear quando o dono não pode
shutterstock
Dog walker é o profissional que leva cães para passear quando o dono não pode


Como funciona o trabalho de um dog walker?

Antes de poder trabalhar como passeador de cães a pessoa precisa fazer um curso que o deixará treinado para as tarefas que realizará no dia a dia, tornando-se apto para agir em qualquer situação que aconteça na rua. Além disso, é importante que a pessoa conheça bastante sobre todas as raças, seus costumes, temperamento, etc. 

Quando estiver realmente qualificado, o profissional será contratado pelo cliente e, nas horas e dias combinados, deverá levar o cachorro para passear, fazendo apenas o que é recomendado pelo dono. Também é trabalho dele recolher as fezes do animal. 

+ Como identificar se o cão sofre com a síndrome da ansiedade de separação

Escolhendo o profissional ideal

A melhor forma de escolher o passeador ideal é através de indicações. Mas, mesmo assim, é importante realizar entrevistas e pesquisar sobre a pessoa, já que ela ficará responsável pelo seu melhor amigo durante alguns momentos da semana. 

Os principais pontos a serem valorizados são os cursos sobre animais que estão no currículo - quanto mais variados foram os temas, melhor - e a preocupação que o profissional demonstra. Ele deve correr atrás de informações sobre o temperamento do cachorro que irá levar para passear, analisar as condições físicas dele e traçar, junto com o dono, qual o melhor percurso disponível para ser feito, escolher a melhor hora do dia para isso e ainda demonstrar afeto ao bichinho. 

O dog walker é aquele que tem conhecimento e carinho pelos animais
shutterstock
O dog walker é aquele que tem conhecimento e carinho pelos animais


Como saber se é confiável?

O primeiro passo é verificar se o profissional apresentou todas as características ditas acima. Depois, procure conversar com pessoas que já usam o serviço. Com indicações de amigos o dono tende a ficar mais tranquilo. 

Caso ainda haja alguma dúvida, é indicado que o dono acompanhe um passeio à distância, para ter certeza de que tudo está sendo feito da melhor maneira. 

Quanto custa?

O valor costuma variar de acordo com o pacote que é contratado. O tempo de duração do passeio, a quantidade de animais e a frequência semanal são os fatores que mais influenciam na conta final. Normalmente cada passeio custa entre 30 e 50 reais. 

+ Seu cãozinho só faz xixi e cocô na rua? Saiba como mudar esse cenário

Por que contratar esse profissional?

Animais de estimação que vivem em apartamentos precisam gastar energia. Passeios diários evitam problemas comportamentais, como a destruição de objetos, e de saúde, como a obesidade. O problema é que muitos donos não têm tempo para acompanhar seus cães no passeio, que deve durar de 40 minutos à uma hora, por recomendação dos veterinários. Dessa forma, o dog walker pode ajudar a melhorar a qualidade de vida do bichinho. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.