O mês de outubro é marcado pela campanha "Outubro Rosa", que é feita todo ano a cerca de uma conscientização e prevenção do câncer de mama em mulheres. Mas você sabia que o tumor mamário é o que mais atinge os cachorros e gatos também? 

Segundo dados do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o câncer de mama possui uma alta incidência nesses pets . Em torno de 45% das cadelas e 30% das gatas desenvolvem algum tumor, sendo que 85% dos casos apresentam caráter maligno. De acordo com a veterinária Bianca Bennati, da SPet junto a Cobasi, o câncer de mama ainda pode atingir cães e gatos machos, ainda que raramente.

Cão sendo examinado por veterinário
Shuttersock
O câncer de mama também pode atingir os pets

De acordo com a especialista, nos felinos, tanto machos como fêmeas, os tumores em sua maioria são malignos e se disseminam rapidamente pelos linfonodos e o pulmão do animal, causando a metástase (formação de outros tumores a partir daquele já existente). Já em cadelas, essa disseminação desenfreada é menor, cerca de 52% dos casos têm chance de malignidade de 50%.

Bianca ressalta que um grande problema é a identificação tardia desse tumor no cachorro. "Quanto mais cedo a formação for retirada, as chances dela não causar uma metástase são maiores". O tutor é de grande ajuda nesse momento e deve ficar atento: se ele notar um aumento de volume, firme, próximo a mama a partir da palpação, é essencial que o pet seja levado ao veterinário.

"Na maioria das vezes o tutor encontra cedo, podendo ter o tamanho de uma ervilha, mas em casos mais graves o tumor pode está tão grande que arrasta no chão, apresenta ulcerações ou bicheira. Pode acometer qualquer uma das mamas com exceção dos cães machos que geralmente apresentam nas mamas inguinais ou abdominais", afirma a veterinária.

Outros sintomas

  • Dor
  • Secreção
  • Odor desagradável
  • Feridas
  • Falta de apetite
  • Vômito
  • Apatia

Tratamento

O médico veterinário irá identificar melhor a formação do tumor, e solicitar os exames complementares, para pesquisa da metástase. O tratamento é cirúrgico em todos os casos, e após o resultado do exame histopatológico (aquele que irá analisar possíveis sequelas), o veterinário irá definir se será necessário a realização da quimioterapia.

Podemos prevenir esse tumor?

A prevenção mais eficaz para o cachorro é realizar a castração dele cedo, evitando assim um estímulo hormonal, que é o responsável por fazer o tumor aparecer. No caso de gatos a melhor prevenção é principalmente não usar nenhum tipo de anticoncepcional, optando pela castração como método para controle de gestação. 


    Veja Também

      Mostrar mais