Durante o inverno muitos animais hibernam para poupar gasto de energia, como geralmente, no ambiente selvagem, a busca por comida nessa estação se torna mais difícil. Por isso, alguns donos acham que seus pets sentem mais fome durante o clima frio, já que gastam mais energia para manterem sua temperatura corporal.

Esse raciocínio até faz sentido, mas muitas vezes não é o que acontece na vida real, principalmente no Brasil. Como aqui é um país tropical, as variações não são tão grandes. “A grande maioria de cães e gatos que têm abrigo possuem camas, roupinhas e cobertores, o que contribui para que eles mantenham a temperatura corporal estável”, diz Flávio Silva, médico veterinário e supervisor de capacitação técnico-científica da PremieRpet.

frio
shutterstock
Os animais idosos podem sofrer com o frio

O que os donos precisam entender é que, se o animal tem ajuda para se aquecer, ele não irá se desgastar para isso. “Como não há aumento no gasto energético, não há motivo para repor energia com mais calorias, muito menos para que o animal sinta mais fome. Portanto, o tutor não deve oferecer alimento a mais”, esclarece o profissional.

Flávio ainda alerta para quem aumenta a quantidade de comida oferecida ao animal sem indicação médica. “Os pets podem ficar com sobrepeso e chegar até em um quadro de obesidade”, finaliza.


    Veja Também

      Mostrar mais