Os cachorros adoram usar a boca para explorar o mundo, já que o ato de morder objetos os mantém ativos e diminui o estresse. Tal característica faz pensar que os dentes dos cães são muito resistentes, mas a realidade é outra: o esmalte de um dente canino é seis vezes mais fino que o de um humano. A consequência disso é que, atualmente, 1 em cada 4 cães têm fraturas dentárias causados por brinquedos ou petiscos muito rígidos.

pessoa vendo dente de cachorro arrow-options
Shuttersock
Muitos cães têm fraturas dentárias causadas por brinquedos ou petiscos muito rígidos



Leia também: Tártaro em cães pode causar doença irreversível; saiba se seu pet tem

As informações são de uma pesquisa recente realizada pela Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade da Pensilvânia, com apoio da Mars Petcare. O estudo revelou ainda que as fraturas normalmente estão em dentes funcionalmente importantes e que a maioria dos donos que cães com o problema não souberam indentificá-lo. 

Lisa Milella, veterinária especialista em odontologia faz um alerta: “ao contrário de muitas fraturas comuns em humanos, lascas e fraturas nos dentes dos cães podem causar dor extrema, infecção e diminuição do apetite, uma vez que os nervos dos seus dentes ficam mais expostos”. Porém, o cachorro não sabe identificar o que é muito rígido e pode fazer mal para ele devido a força de sua mandíbula. Assim, o dono é quem deve prestar atenção nisso.

As principais dicas para proteger os dentes dos cães de fraturas são: 

  1. Fique de olho na mastigação: desencoraje o comportamento do cachorro de colocar tudo que encontra na boca por curiosidade, por exemplo pedrinhas do parque.
  2. Se achar que é muito rígido, provavelmente é: quando oferecer ao cão algo para mastigar, imagine-se dando uma mordida forte naquele petisco ou brinquedo. Se sentir aflição ao pensar nisso, então provavelmente o item é muito rígido para o cão.
  3. Consulte sempre o veterinário: se não tiver certeza se um produto – petisco ou brinquedo - é muito rígido, fale com o veterinário de confiança para obter orientações sobre o que é seguro para o pet. 

    Veja Também

      Mostrar mais