Uma pesquisa recente realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostrou que,  no Brasil, os gatos com a saúde de animais de estimação ultrapassam 2 mil reais por ano. O número pode ser ainda maior caso o cão ou o gato tenha um problema de saúde crônico. 

Diante dessas informações, muitos donos fazem a mesma pergunta: "Devo contratar um plano de saúde para pets ?" A resposta não é exata, de acordo com  Luana Sartori, veterinária da Nutrire, tudo vai depender da idade, condição de saúde e necessidades do animal. 

Leia também: Exames preventivos podem prolongar a vida dos animais de estimação

cachorro no veterinário arrow-options
reprodução shutterstock
O plano de saúde para pets pode ser importante em alguns casos

“A pessoa precisa avaliar a condição do cão ou gato , se ele precisa frequentemente realizar procedimentos, exames ou intervenções cirúrgicas”, explica a veterinária. "Depois é preciso entender como esses planos funcionam e, claro, fazer a comparação entre eles levando em conta o custo e o benefício de cada um”, acrescenta. 

O plano de saúde para pets possui a mesma lógica dos usados pelos humanos: uma taxa mensal é paga para que haja atendimento, a qualquer hora do dia, com direito a exames, internação e outros benefícios. As opções mais simples costumam custar cerca de R$ 25 reais, mas o valor pode variar de acordo com raça, porte ou idade do bichinho. 

A maioria das empresas que oferecem o serviço disponibilizam opções básicas, intermediárias e de maior abrangência. Em alguns casos o plano chega a oferecer extras como vacinas, acupuntura, homeopatia, implante de microchip e até auxílio-funeral. Por isso, é muito importante que o dono tenha em mente todas as necessidades do animal para contratar a melhor opção custo-benefício. 

Para a decisão final, a dica de Luana é conversar com o veterinário que atende o cachorro ou o gato. "Seu pet tem mais de 7 anos? Apresenta algum problema crônico? Quanto você gasta com a saúde dele em um ano? Responda e essas perguntas e ficará mais fácil decidir pelo plano ou não”, afirma a especialista que acredita que os planos são mais úteis para animais idosos ou com doenças que necessitam de acompanhamento frequente. 

    Veja Também

      Mostrar mais