Tamanho do texto

Muitos cães não aceitam que o dono escove seus dentes com escova e pasta, por isso biscoitos, sprays e até um pó para colocar na comida possuem o mesmo fim

Os cães precisam escovar os dentes diariamente a partir dos 6 meses de vida. O problema é que muitos deles não permitem que o dono faça a escovação da forma mais tradicional - com escova e pasta dental própria para pets -, ficam muito agressivos e estressados. Isso faz com que alguns tutores desistam, mas a saúde bucal do animal não pode ser deixada de lado. 

cachorro sorrindo arrow-options
Shuttersock
Manter a saúde bucal do pet é muito importante

Leia também:  As principais doenças bucais em cães

De acordo com Rebecka Tellini, médica veterinária da Mars Petcare, 80% dos cães com mais de 3 anos de idade sofrem com a doença periodontal . "Originada pela proliferação de bactérias na boca do animal, essa mazela pode desencadear complicações sérias para o pet, como perda de dentes, migração de bactérias para rins, fígado e coração ou malefícios às articulações. O fato de o único sinal ser o mau hálito torna a doença ainda mais perigosa", explica. 

Sabendo da realidade dos donos e da importância de manter a higiene bucal dos animais, algumas empresas desenvolveram produtos que são uma alternativa à escovação . Guilherme Rodrigues de Mello, médico veterinário do Hospital Veterinário da Anhanguera de Niterói, afirma que as soluções mais práticas e com eficiência comprovada são os palitos mastigáveis, os sprays e um pó. 

  • Palitos mastigáveis (DentaStix): graças à sua textura especial e ingredientes ativos, o produto auxilia no combate à formação do tártaro e, consequentemente, melhora a qualidade de vida dos cães. Estudos da Pedigree comprovaram que oferecer 1 palito por dia ajuda a reduzir em até 80% a formação do tártaro em cães que possuem uma boca saudável. 
  • Sprays (Hálito Dine): é um spray, antisséptico e odorizante bucal, que pode ser usado em cães e gatos. Previne e auxilia a tratar as infecções da boca, gengiva e garganta. Pode ser aplicado diretamente na cavidade oral ou diluído na água.
  • Pó (Plaque Off): é um pó derivado de alga marinha, produto 100% natural, que deve ser misturado na ração, úmida ou seca, e promove o amolecimento e o desprendimento das placas bacterianas. 

Apesar de os produtos serem eficientes, Rebecka deixa claro que a melhor alternativa é sempre a escovação diária, que pode ser aliada às alternativas acima. A veterinária dá 6 dicas para ajudar os donos a tornar o momento da escovação mais tranquilo. 

Leia também: Escovação dos dentes melhora a qualidade de vida dos pets

  1. cachorro escovando os dentes arrow-options
    shutterstock
    A escovação ainda é a melhor forma de manter a saúde bucal dos pets

     A pasta dental veterinária tem um sabor agradável para os cães e facilita a escovação, mas seu uso não é obrigatório, pois a fricção da escova já é suficiente para limpar os dentes.

  2.  Utilizar, com delicadeza, uma escova dental com cerdas macias evita lesões. As escovas para humanos podem ser utilizadas, porém as versões veterinárias têm a vantagem da ergonomia.

  3.  O cão deve estar bem acomodado. Carícias e mimos ajudam a deixá-lo receptivo à escovação.

  4.  A escova necessita estar posicionada a um ângulo de 45° em relação à superfície dos dentes para que as cerdas penetrem suavemente no sulco gengival. Movimentos circulares são corretos.

  5.  A escovação deve ser iniciada pelos dentes posteriores (do fundo), pois os cães tendem a aceitar melhor se comparada à escovação quando iniciada pelos dentes da frente.

  6. Para habituar o animal, pode-se iniciar escovando apenas a face externa de alguns dentes posteriores e aumentar a quantidade de dentes a cada sessão. À medida que o cão se acostumar com o hábito, vale iniciar a higienização na superfície interna também.

A escolha do método de escovação ou da alternativa à escova e pasta dental vai depender da facilidade de manejo e adaptação de cada animal.