Tamanho do texto

Dificuldade de locomoção e respiração, e outros sintomas podem indicar que seu bichano precisa de um check-up

Diferente do cachorro, o gato é um animal mais contido e independente. Essa personalidade faz com que seja mais difícil identificar se o bichano está com algum problema de saúde e precisa ser levado ao veterinário . Mas existem sinais que podem ser observados facilmente pelo dono para identificar se há algum problema. Carolina Ferreira, veterinária especializada em felinos, explica alguns deles. 

Leia também: Donos querem tornar cachorros vegetarianos; isso está correto?

gato no veterinário arrow-options
shutterstock
Os gatos devem passar por consulta se tiverem dificuldade respiratória


O primeiro sintoma que indica que o tutor deve levar o felino imediatamente ao médico é quando o gato para de defecar ou urinar. “Pode ser sinal de obstrução uretral ou fecaloma, por exemplo”, conta Carolina. Algumas vezes o pet precisará passar por cirurgia para sair dessa condição, que se permanecer por muito tempo pode ser fatal.

Outro indicador para uma consulta de emergência é se o animal parou de se alimentar por mais de dois dias. “Se o gato não se alimentar por dois dias, o quadro pode evoluir para lipidose hepática, que é o acúmulo de gordura no fígado”, diz.

Os vômitos constantes também servem de alerta. “Os vômitos podem ser resultado de um processo obstrutivo muitas vezes causado por tricobezoar ( bolas de pelo ) ou insuficiência renal”, conta a veterinária. “O aumento de ureia no sangue também pode promover vômitos nos felinos.”

Leia também: Vídeo mostra reação de gatos durante terremoto

E se o tutor observar que o gato está com dificuldade para pular em móveis e se locomover, também deve levar o pet urgente ao veterinário, já que felinos são animais ágeis. “A maioria dos casos são de problemas ortopédicos, que infelizmente são mal diagnosticados na medicina felina. Eles têm muitas alterações na coluna vertebral e também em suas articulações”, alerta Carolina.

Por último, a dificuldade respiratória é muito grave e pode ser sinal de doenças perigosas, como sinusite, FELV (leucemia felina), FIV (vírus da imunodeficiência felina), e doenças cardíacas. Se observar o gato respirando pela boca ou com falta de ar, leve-o ao veterinário imediatamente.