Tamanho do texto

O veterinário Ricardo Cabral, da Virbac, esclarece as principais dúvidas sobre escovação e saúde bucal dos cães

Para muitas pessoas um cachorro com mau hálito, principalmente com idade mais avançada, é algo estremamente normal. Outras acreditam que escovar os dentes do animal é besteira ou que fazer isso de vez em quando já resolve o problema. Há também quem desista do ato de higiene por "falta de colaboração" do pet.

Leia também: Doença Periodontal: cães e gatos também precisam cuidar dos dentes

A importância da higiene bucal é um assunto que começou a ser abordado recentemente e ainda gera muitas dúvidas. Quem sofre com a falta de informação são os cachorros com mau hálito que podem acabar desenvolvendo outros problemas de saúde. 

Ter um cachorro com mau hálito não é normal e ele precisa de cuidados
shutterstock
Ter um cachorro com mau hálito não é normal e ele precisa de cuidados

Para ajudar na conscientização dos donos, Ricardo Cabral, veterinário da Virbac (indústria farmacêutica dedicada à saúde animal), esclarece as principais dúvidas e classifica mitos e verdades sobre a saúde bucal dos pets. Confira. 

Cachorro com mau hálito é normal

"Mito. O mau hálito é sinal de que algo está errado e é preciso ficar atento! A falta de higiene bucal é uma das principais causas da halitose, sinal mais importante da proliferação de bactérias. Se a saúde bucal do pet estiver em dia e mesmo assim o mau hálito permanecer, é importante ir ao veterinário pois a halitose pode ser causada também por algum problema gástrico ou endócrino."

Não é necessária uma rotina para escovar os dentes. O importante é escovar!

"Mito. É muito importante criar uma rotina, escovando os dentes todos os dias no mesmo horário, assim o animal se acostumará com a atividade e a tarefa ficará cada vez mais fácil de ser realizada."

É necessário escovar os dentes do cachorro todos os dias

"Verdade. O ideal é escovar os dentes com frequência, pois a placa bacteriana pode se formar em apenas 12 horas. Recomenda-se a escovação pelo menos uma vez por dia, de preferência de noite, quando o pet já terá realizado todas as refeições, brincado bastante e estará cansado e sonolento.

Para os cães que não permitem a escovação diária, ou quando isso não for possível, o dono pode oferecer outras opções que auxiliam na limpeza dos dentes como petiscos, ossinhos e enxaguante bucal, que deve ser colocado na própria água do cachorro. Mas isso não substitui a escovação, sendo importante mante-la com a maior frequência possível."

Leia também:  Aprenda novas maneiras de escovar os dentes do cão sem usar escova e pasta

Manter a higiene bucal é fundamental para evitar diversos problemas de saúde

"Verdade. Não realizar a escovação diariamente pode causar leves inflamações na gengiva que - se não tratadas - podem evoluir para gengivite grave, reabsorção do osso alveolar e até a perda de dentes. O acúmulo de bactérias pode também cair na corrente sanguínea e levar até a alterações sistêmicas."

Um cachorro com a saúde bucal em dia é um cachorro mais feliz
shutterstock
Um cachorro com a saúde bucal em dia é um cachorro mais feliz


Utilizar produtos de uso humano de vez em quando não faz mal

"Mito. Não se deve utilizar escova de dente e pasta de dente de uso humano, de jeito nenhum. As escovas para cachorro possuem cerdas mais suaves e especialmente anguladas, evitando que machuque a gengiva e a boca do pet, e garantindo um resultado melhor.

Ao contrário dos humanos, o cachorro ingere a pasta utilizada na hora da escovação e, por isso, utilizar o creme dental de uso humano é o que traz mais riscos. Isso porque a sua composição contém flúor, que pode ser tóxico para o animal e causar doenças graves. Além disso, as pastas humanas possuem sabão na sua composição, que pode causar também uma irritação da mucosa gástrica dos cães, levando a um desconforto abdominal e em casos mais graves, úlceras gástricas."

Qualquer pasta de dente para cachorro serve

"Em tese, verdade. Na prática, mito. No mercado, existem diversas opções de pastas de dentes para cães que, em sua maioria, garantem hálito fresco e uma boca limpa. Mas nem todas previnem formação da placa bacteriana, do cálculo dentário (tártaro) e das doenças periodontais e sistêmicas secundárias.

É preciso ficar atento ao rótulo e às recomendações dos veterinários para não desperdiçar o tempo e energia realizando uma escovação com produtos que não garantem a saúde bucal completa do pet. Mesmo sendo pastas veterinárias, algumas delas podem conter sabão na composição. Prefira produtos com tecnologia e diferenciais que garantam resultados mais eficientes."

Leia também:  As principais doenças bucais em cães

Portanto, se você tem um cachorro com mau hálito , está na hora de começar a ter uma rotina de higiene bucal com ele. Quanto antes o cão se acostumar com a escovação, mais fácil será e melhor para a saúde dele. Além disso, procure ajuda de um veterinário de confiança para aprender a escovar os dentes do animal corretamente, de nada adianta usá-la da forma errada e as bactérias permanecerem na boca do pet.