Tamanho do texto

A raça de gatos mais antiga do mundo precisa de alguns cuidados específicos para viver saudável

Se certas raças de cães têm probabilidade de desenvolver alguns problemas, com as raças de gato não é diferente. Os gatos Persas ganharam fama por sua aparência exuberante, com pelo longo e rosto achatado. Essas duas características podem aumentar a probabilidade de certas doenças afetarem os bichanos, por mais que sejam traços que chamam a atenção dos humanos. 

Leia também: Dona esquece caixa de areia do gato no banheiro e encontra surpresa pela manhã

Os gatos Persas tem mais chance de sofrerem de certas doenças do que gatos de outras raças
Shuttersock
Os gatos Persas tem mais chance de sofrerem de certas doenças do que gatos de outras raças

Vindo da Pérsia, como o próprio nome diz, os  gatos Persas têm temperamento dócil e calmo, sendo os companheiros perfeitos para quem quer um felino mais sossegado. Apesar de terem um rosto considerado "mau-humorado", eles são muito carinhosos. E essa tranquilidade deles vem do pouco oxigênio que a raça respira por causa do focinho achatado. 

Leia também: Você sabe diferenciar um gato Siamês de um vira-lata? Explicamos as diferenças

Doenças comuns em gatos Persas

  • Tricobezoar: as famosas bolas de pelo. Esse problema é comum em muitos gatos, mas principalmente nos Persas por terem pelo longo. Para evitar que o bichano acabe passando mal ou fique com obstruções intestinais pelo excesso de bolas de pelo, é ideal escová-lo todos os dias.
Os gatos Persas devem ser escovados diariamente para evitar o excesso de pelos
Shuttersock
Os gatos Persas devem ser escovados diariamente para evitar o excesso de pelos


  • Problemas respiratórios: o nariz achatado dificulta a respiração do animal, assim como nos cães da raça Pug. Por ter um focinho pequeno, o felino é muito mais sensível ao frio, calor e umidade, além de prejudicar a entrada de ar, fazendo com que o bichano seja menos ativo do que outros gatos. 
  • Rim policístico: os rins dos felinos dessa raça podem facilmente desenvolver cistos que crescem caso não sejam tratados. Esse problema pode causar insuficiência renal, que já é comum em gatos, mas pode ser muito mais agressiva caso os gatos tenham esses cistos.É importante fazer um exame preventivo todo ano.
  • Doenças oculares: lacrimejação excessiva, glaucoma e cílios que nascem para dentro são os problemas que mais atingem os gatos Persas. Isso acontece porque eles têm olhos muito grandes. Ficar de olho se seu gato está com muita secreção na região ocular é o primeiro passo para diagnosticar a doença.

Leia também: Você sabe diferenciar um gato Siamês de um vira-lata? Explicamos as diferenças

As patas deles também são pequenas, o que significa que esse gato não é muito de brincadeiras onde seja necessário pular e correr. Um dos pontos positivos da raça, além de ser muito companheira, é que ela se adapta muito bem a lugares pequenos, como apartamentos. O preço de um  gato Persa varia de R$800 até R$1400.