Tamanho do texto

As principais causas do aumento de peso nos gatos são o sedentarismo e a alimentação calórica

Os donos podem até gostar das dobrinhas e gordurinhas de um gato gordo, mas o fato do animal estar acima do peso é preocupante. A obesidade tem se tornado recorrente entre os felinos domesticados por causa do aumento do sedentarismo. No entanto, é importante estar sempre de olho nas mudanças de peso para evitar que o bichano desenvolva doenças como colesterol alto, diabetes ou problemas cardiovasculares. 

Leia mais:  Diabetes em gatos? A doença tem se tornado comum nesses pets

Por isso, se deseja que seu  gato gordo  volte a ter a energia de quando era jovem, assim como ter uma vida saudável e longa, é preciso controlar o peso antes que seja tarde demais. Descubra como fazê-lo emagrecer e se manter sadio.  

Como sei que meu gato está gordo?

Antes de iniciar uma dieta, é preciso ter certeza de que seu gato está realmente acima do peso. Se seu bichano é de raça pura, descobrir isso é bem mais fácil já que existe um peso padrão. Porém, como a maioria dos pets são vira-latas, dá para ter uma ideia baseado no peso médio dos gatos. 

Os donos precisam ficar atento quando o gato começa a aumentar muito de peso
reprodução shutterstock
Os donos precisam ficar atento quando o gato começa a aumentar muito de peso

Podemos dizer que um felino é considerado gordo quando excede entre 15 e 20% do peso normal. No caso das fêmeas, o peso varia de 3 a 4 kg e 4 a 5 kg para os machos. Portanto, se o seu animal está alguns quilos acima desse ideal já pode ser considerado gordo. 

De qualquer forma, isso é só uma base para que o dono fique de olho na saúde do bichano. Para ter certeza que está mesmo obeso, é preciso consultar um veterinário. Ele sabe qual é o peso ideal dependendo da raça, tamanho e idade, descobrindo assim qual a real causa do sobrepeso para tomar as medidas necessárias. Lembre-se que é arriscado começar uma dieta sem avaliação médica.

Leia também:  Você tem um gato obeso? Saiba como lidar com esse problema

Se depois disso seu gato for realmente diagnosticado com obesidade, caberá ao dono ajudá-lo a emagrecer. Toda rotina terá que mudar. Provavelmente a alimentação será modificada e exercícios se tornarão parte do dia a dia de vocês. 

Mudando a alimentação

Provavelmente um dos motivos do seu bichano estar acima do peso é a alimentação. O primeiro passo é montar uma dieta que reduza as calorias diárias. O mais recomendável é oferecer ração rica em proteínas e baixa em carboidratos. 

Atualmente já existem marcas de alimentos feitos para gatos nessa condição, as chamadas rações light. Elas são mais leves e tem baixa quantidade de carboidratos. No entanto, antes de comprar, seria interessante considerar trocar as refeições industrializadas pelas naturais. Você mesmo pode cozinhar para seu gato, assim terá certeza de que está oferecendo comida de qualidade e com pouca gordura. 

Consulte o veterinário antes para saber se é uma boa ideia você preparar as refeições do bichano. Ele te ajudará a montar a dieta e descobrir quais alimentos são indicados para gatos acima do peso. Caso contrário, o profissional indicará a ração mais adequada. 

Se você tem um gato gordo, a primeira medida é mudar a alimentação e passar a oferecê-la em pequenas porções
reprodução shutterstock
Se você tem um gato gordo, a primeira medida é mudar a alimentação e passar a oferecê-la em pequenas porções

Mas, para que a mudança alimentar tenha efeito, será preciso também reduzir a quantidade oferecida nas refeições. Pouco adianta trocar a ração ou o tipo de comida se o gato continuar comendo grandes porções. 

O recomendado é distribuir poucas quantidades do alimento em duas ou três vezes ao dia e não deixá-la exposta a disposição. O felino irá reclamar no começo e com certeza ficará atrás de você pedindo mais comida, mas se mantenha firme e não ceda. Ele precisa se habituar a comer menos e regularmente. 

É importante também que você não fique oferecendo as sobras de sua comida e guloseimas ao longo do dia. Esses alimentos são muito calóricos para um gato que precisa emagrecer. 

Veja mais:  Descubra as melhores formas de exercício para gato

Fazendo exercícios

Para que o programa de emagrecimento funcione, é preciso combiná-lo com exercícios. Atividade física é imprescindível para qualquer animal, principalmente os obesos. Primeiro, você precisará estimulá-lo a brincar. Provavelmente seu gato está sedentário e será difícil o fazer sair do lugar, mas não desista. 

Reserve um tempo do seu dia para essa tarefa — cerca de 20 minutos. Você pode começar com a brincadeira de perseguição. Amarre uma pena, um ratinho de pelúcia ou algum outro brinquedo em uma corda e prenda numa vareta. Fique movimentando na frente do bichano para estimulá-lo a caçar. Esse jogo deixará o gato alerta e fará todo seu corpo se movimentar.

Outra ideia é deixar seus brinquedos em locais de difícil acesso. Compre um arranhado e coloque num lugar alto, como uma estante. Ele será obrigado a subir se quiser se divertir com a peça. Você também montar um circuito usando diversas prateleiras, assim seu gato passará o dia saltando. Se quiser deixar mais interessante, coloque os brinquedos do bichano no trajeto.

Os gatos precisam ser incentivados a praticar exercícios se deseja que a dieta funcione e ele reduza o peso
shutterstock
Os gatos precisam ser incentivados a praticar exercícios se deseja que a dieta funcione e ele reduza o peso

Caso seu gato esteja um pouco relutante em praticar exercícios, você pode fazê-lo se movimentar sem se dar conta. Que tal espalhar seus brinquedos por diferentes pontos da casa? Ele precisará caminhar se quiser encontrar todos. Lembre-se de não esconder totalmente, se não a brincadeira perde o propósito. 

Se tiver condições e seu gato for sociável, pode ser uma boa ideia adotar outro animal para que brinquem juntos. Um novo amigo pode ser tudo que seu bichano precisa para deixar o sedentarismo de lado. 

Leia mais:  Brincadeira de gato: 8 atividades para entreter o pet sozinho em casa

Apesar de ser importante o pet se exercitar, tenha cuidado para não exagerar na dose. Um gato gordo provavelmente tem problemas nas articulações e atividade em excesso não fará bem. Comece bem devagar para que ele se acostume com os exercícios e, aos poucos, vá aumentando a intensidade. Não se esqueça de que levá-lo ao veterinário regularmente para acompanhar a perda de peso e a melhora da saúde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.