Tamanho do texto

A micose é transmitida por fungos, provocando lesões na pele e muita coceira

A micose, também conhecida por dermatofitose, é uma doença que atinge diversos animais, inclusive o porquinho da índia. Ela é causada por fungos e na maioria das vezes pelo Trichophyton mentagrophytes , provocando lesões arredondadas, sem pelos, inflamadas e algumas vezes com crosta. Nos casos mais graves, o animal desenvolve pápulas, pústulas e prurido intenso. 

Frutas e verduras indicadas para a dieta de um porquinho da índia

Geralmente, um porquinho da índia contrai micose após o contato com outros bichos infectados. Esta doença se torna bastante comum quando o roedor vive em condições inadequadas, como em lojas de animais. O ambiente, o calor, a dieta, a sobrepopulação e o estresse são estímulos para o desenvolvimento da infecção. 

Porquinhos da índia jovens são os mais atingidos pela doença, pois ainda não conseguiram desenvolver o sistema imunológico completamente. Animais imunodeprimidos por alguma doença também costumam ser bastante afetados. 

A micose atinge principalmente porquinho da índia jovem
reprodução shutterstock
A micose atinge principalmente porquinho da índia jovem


Sintomas

A micose provoca pequenas áreas de perda de pelo, geralmente no rosto e orelhas. Essas regiões começam a formar crostas, ficarem bem vermelhas e coçar muito. Mais tarde a base dos pelos aparece com um aspecto "melado". Fique de olhos se o seu porquinho da índia tem alguma dessas reações.

Na maioria das vezes, a infecção se inicia no focinho, cabeça e orelhas para depois espalhar-se para o restante do corpo. No entanto, esta sequência não é regra. Além disso, o verão é a época de maior incidência de micose, pois é um período quente e úmido. 

Diagnóstico

O diagnóstico da doença só pode ser feita por um veterinário. Então, assim que suspeitar da saúde do porquinho da índia, leve-o imediatamente a um profissional. O reconhecimento do problema pode ser feito baseado nos sinais clínicos, através de uma prova com lâmpada ultravioleta, citologia e raspagem para cultura. 

Doenças do porquinho da Índia: Conheça as principais e saiba o que fazer

É bom saber que muitos animais são assintomáticos, ou seja, é possível que você não note nenhum sintoma mesmo que ele esteja infectado. Nesses casos dificulta ainda mais o tratamento da doença.

Tratamento

Após o diagnóstico, o veterinário irá prescrever um antifúngico para o porquinho da índia. Ele te instruirá como aplicar o remédio corretamente e quantas vezes ao dia. Banhos com shampoos antifúngicos e loções antifúngicas de aplicação tópica também pode ser receitadas. Em casos mais graves, pode ser necessário o uso de medicamentos por via oral.

O tratamento não deve ser interrompido se pelos na região começar crescer. Isso não significa que a micose foi embora. Só pare de ministrar o remédio quando os sintomas terminarem.

Limpeza é o principal método para prevenir a micose
Reprodução
Limpeza é o principal método para prevenir a micose

Mesmo que a doença esteja sendo cuidada, é importante limpar profundamente o ambiente. Os fungos podem viver por muito tempo no ambiente. Então, higienize bem a gaiola, toda a área que o animal vive e seus utensílios. As precauções de limpeza precisam ser feitas para assegurar que o fungo foi morto. 

Prevenção

A prevenção é bastante simples: manter sempre o ambiente limpo. Higienizar regularmente a gaiola, utensílios do animal e todo o entorno diminui as chances de algum fungo aparecer. Além de evitar a micose, a limpeza também mantém longe outras doenças.

Conheça os alimentos proibidos para um porquinho-da-índia

Potencial zoonótico

A micose é extremamente contagiosa para outros animais e humanos, ou seja, tem potencial zoonótico. Se você tem mais de um bicho em casa e seu porquinho da índia foi diagnosticado com dermatofitose, isole-o imediatamente. Quem for tratar o roedor use luvas e lave as mãos após o contato. Por precaução, leve todos os pets ao veterinário para garantir que nenhum também contraiu micose.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.