Tamanho do texto

Veterinária explica que a mudança de vida dos cães, que antes ficavam no quintal e agora sobem na cama e no sofá, colaborou para o aparecimento de problemas de coluna em diferentes raças e portes

Quando o assunto é problema de coluna em cachorros a primeira coisa que as pessoas costumam pensar é no dachshund . Os exemplares da raça caracterizada pelas pernas curtas e corpo comprido são famosos por desenvolverem esse tipo de problema. Mas, atualmente, outras raças também estão sofrendo com isso. 

cachorro da raça dachshund arrow-options
Shuttersock
O dachshund é conhecido por ter problemas na coluna, mas outras raças de cachorro também podem estão desenvolvendo

Juliana Didiano, veterinária da clínica SPet junto a Cobasi Radial Leste, explica que a mudança de vida do cão está fazendo com que diversas raças, de pequeno e grande porte, sejam diagnosticadas com problemas de coluna. "Antes eles ficavam mais outdoor, ou seja, no quintal. Agora foram trazidos para dentro de casa e convivem mais com o tutor na cama, no sofá. Com isso, ao longo do tempo e esforços repetitivos não é incomum esses pets apresentarem lesões na coluna."

Leia também: Yorkshire, poodle e outras raças são predispostas a problemas hepáticos

De fato, os problemas mais observados estão relacionados com a diminuição do espaço entre as vértebras, normalmente causado por impactos na coluna ao longo de um período. Juliana explica que "O disco intervertebral, que funciona como um amortecedor entre as vértebras, acaba saindo do lugar e migrando em direção à medula espinal". 

cachorro deitado na cama arrow-options
Shuttersock
Subir e descer da cama pode causar problemas na coluna do cão com o passar do tempo

Assim, raças de cachorro desde yorkshire terrier, chihuahua e maltês, até golden retriever, pastor alemão e husky siberiano podem ter problemas de coluna. Por isso os donos precisam ficar atentos aos principais sinais que inicialmente são mudanças de comportamento e podem evoluir de acordo com o grau de lesão e comprometimento da coluna. Alguns deles são:

  • Cachorro muito quieto;
  • Passando mais tempo deitado na caminha;
  • Andando mais curvado;
  • Comendo menos (por causa da dor que sente na hora de se alimentar);
  • Gemendo ou gritando de dor na hora que é pego no colo;
  • Diminuição total ou parcial dos membros anteriores e posteriores (mais avançado). 

 Leia também: Evite sujeira! Conheça 8 raças de cachorro que soltam muito pelo

A veterinária dá algumas dicas para evitar que o cachorro desenvolva problemas de coluna. "O cão desde filhote deve ser condicionado, dentro do possível, a não fazer movimentos bruscos como pular do sofá ou subir em uma cama box, por exemplo. O uso de pufes ou escadinhas também ajuda a minimizar este impacto. Além disso, evitar pisos escorregadios e o sobrepeso, são medidas importantes."