Tamanho do texto

Essas mudanças são para tornar o local seguro, aconchegante e com espaços apropriados para um pet

Quando um casal descobre que está grávido, logo começa a pensar nas adaptações que precisarão fazer na casa. Móveis pontudos, objetos de vidro e peças cortantes, são exemplos de itens que devem ser trocados ou colocados fora de alcance. O mesmo acontece quando se pretende adotar um pet. Casa com animal de estimação também necessita de adaptações na decoração .

Leia também: Confira 5 dicas para manter a casa limpa se você tem um pet

Assim como os bebês, os peludos precisam viver em um local seguro e com espaços para satisfazer suas necessidades. Não é de hoje que os pets trocaram o quintal pelo interior da casa, o que só aumentou a importância de realizar essas mudanças. Você verá que é possível ter uma casa com animal de estimação arrumada e perfeita para convivência. 

Mas, para conseguir isso, alguns materiais e adaptações precisam ser colocados em prática. Sua casa terá espaços mais práticos e fáceis de limpas, sem comprometer muito a estética e decoração do ambiente, veja como.

Piso de cerâmica é a melhor opção na casa com animal de estimação

Fique longe de pisos de madeira, pois riscam facilmente com as garras dos animais
reprodução shutterstock
Fique longe de pisos de madeira, pois riscam facilmente com as garras dos animais

Sim, se você está pensando em ter um bichinho a troca do piso pode ser necessária. A cerâmica foi eleita como melhor opção, pois provoca menos ruídos quando os animais andam pela casa, o material ajuda a refrescar o ambiente em épocas mais quentes, é mais fácil de limpar e difícil de ser danificado pelas unhas. 

Porém, é importante que a cerâmica não seja escorregadia para evitar acidentes. Se você achar esse material muito caro, outra opção é o concreto pintado. Além de prático, facilita a aspiração dos pelos. O lado ruim é que pode não ser tão confortável para os pets. 

Agora, os materiais que deve fugir são madeira e mármore/pedras naturais. O primeiro pode ser arranhado facilmente pelas garras do animal, enquanto o segundo mancham com a baba escorrida. Carpetes também estão proibidos. Por mais que a casa fique bonita, esse item de decoração costuma acumular pelos e odores naturais do cão. 

Leia também: Conheça 10 odores comuns nas casas que os gatos odeiam

Escolha a tinta adequada

Paredes sujas deixa qualquer proprietário louco, mas é difícil evitar que as patinhas do pet marquem as áreas livres
reprodução shutterstock
Paredes sujas deixa qualquer proprietário louco, mas é difícil evitar que as patinhas do pet marquem as áreas livres

Paredes sujas deixam qualquer proprietário louco, mas é difícil evitar que as patinhas do pet marquem as áreas livres. Apesar desse problema, não significa que você precisará pintar a casa com cores escurar para disfarçar a sujeira. 

A dica é escolher o produto certo. Compre aquelas tintas de acabamento acetinado ou semi-brilhantes, pois são fáceis de limpar e não perdem a pigmentação com o esfregar. Com um pano molhado você consegue tirar as marcas deixadas pelo peludo. 

Tecidos adequados para os animais

Capas ou mantas também são ótimas soluções para manter sofás e poltronas como novos
reprodução shutterstock
Capas ou mantas também são ótimas soluções para manter sofás e poltronas como novos

Vai ser difícil evitar que o bichinho suba no sofá, fique em cima de tapetes, cadeiras, etc. Por isso, é importante verificar se há a necessidade de mudar os tecidos utilizados nesses itens. A sugestão é que o sofá seja feito de materiais lisos, para facilitar a limpeza e retirada de pelos. Brim, sarja, vinil, chenile e lona são algumas opções.

Capas ou mantas também são ótimas soluções para manter sofás e poltronas como novos. Basta jogá-las na máquina de lavar e estarão limpas novamente. Em relação aos tapetes, é possível tê-los em casa, mas escolha conscientemente. Fuja de materiais grossos, que desfiam com facilidade, cheio de fios, etc. Opte por itens impermeabilizados e fáceis de lavar. 

Proteção nas janelas e portas

Se você tem um bichano essa necessidade aumenta, pois eles são muito aventureiros e gostam de saltar, o que pode ser perigosíssimo
Reprodução/ Shutterstock
Se você tem um bichano essa necessidade aumenta, pois eles são muito aventureiros e gostam de saltar, o que pode ser perigosíssimo

É de extrema importância colocar telas ou vidros de segurança na casa para evitar acidentes, ainda mais em apartamentos e residências com mais de um andar. Se você tem um bichano essa necessidade aumenta, pois eles são muito aventureiros e gostam de saltar, o que pode ser perigosíssimo. 

Se a sua residência tiver muitas escadas, vale colocar proteção nas extremidades como as usadas para bebês. Filhotes e animais muito pequenos correm o risco de rolar escada a baixo sem supervisão. 

Leia também: Redes de proteção em casa evitam acidentes envolvendo os pets

Reserve um espaço para o pet

Geralmente as caminhas de tecido são as mais confortáveis e fáceis de lavar
reprodução shutterstock
Geralmente as caminhas de tecido são as mais confortáveis e fáceis de lavar

Por mais que os animais transitem pela casa toda, é interessante reservar um espaço só para eles. Escolha um ambiente fechado, ou pelo menos coberto, e coloque a caminha do animal, seus brinquedos, cobertas, almofadas e decore como achar necessário.

Tendo um espaço próprio, o bichinho ficará bem mais confortável e terá para onde correr quando deseja tranquilidade. Pense nesse ambiente como o quarto dele.

Decore a casa de forma consciente

Todas essas mudanças são visando o bem-estar de dono e bichinho, sem deixar a decoração de lado. É possível ter uma casa com animal de estimação bonita e sempre arrumada
reprodução shutterstock
Todas essas mudanças são visando o bem-estar de dono e bichinho, sem deixar a decoração de lado. É possível ter uma casa com animal de estimação bonita e sempre arrumada

Por mais que você adapte toda a casa pensando no peludo, nada disso funcionará se você decorá-la sem pensar previamente. Os animais são muito agitados, por isso é normal que esbarrem nos móveis e itens, e esse alvoroço todo pode resultar em acidentes. 

Então, deixe de lado decorações feitas de vidro, com regiões pontiagudas e partes quebráveis. Uma dica boa é revestir as pontas dos móveis com proteções, igual às usadas com bebês, colocar itens perigosos fora de alcance e fixar bem tudo que vai à parede. O ambiente ficará seguro e ao mesmo tempo bonito. 

Os móveis também precisam ser compatíveis com seus animais. Não adianta adotar um cachorro grande e possuir itens que ocupam todos os espaços livres. O pet ficará desconfortável e provavelmente acabará quebrando alguma coisa. Pense bem nisso antes. 

Leia também: O que fazer para diminuir a queda de pelo em cães?

Todas essas mudanças são visando o bem-estar de dono e bichinho, sem deixar a decoração de lado. É possível ter uma casa com animal de estimação bonita e sempre arrumada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.