Tamanho do texto

Antes de chamar o cachorro de seu, é preciso tomar alguns cuidados, como ir ao veterinário e vaciná-lo

A quantidade de animais vivendo nas ruas é enorme. E esse problema não se restringe só ao Brasil, mas a outros países do mundo também. Por isso, não é incomum que algumas pessoas optem por resgatar um cachorro de rua em vez de comprar ou adotar no abrigo. Essa atitude é bastante nobre e, se fosse praticada mais vezes, ajudaria a diminuir o número de pet sem dono.

Leia também: E se seu pet fugir? Use a placa de identificação para protegê-lo

No entanto, não basta pegar o animal e levá-lo para casa. É necessário tomar alguns cuidados antes de chamar o cachorro de rua de seu. Pensando nisso, confira algumas dicas de como proceder durante o resgate.

Certifique-se de que eo cachorro de rua não tem dono

É muito importante manter os animais identificados para evitar a perda deles
shutterstock
É muito importante manter os animais identificados para evitar a perda deles

Imagine o desespero de um dono que perdeu seu animal. Se isso acontecesse com você provavelmente gostaria que a pessoa o devolvesse. Por isso é importante certificar que o cachorro escolhido não tenha tutor. Você estará ajudando alguém que está bem triste. 

Então, verifique se o cão tem coleira. E caso positivo, possivelmente está perdido ou foi abandonado. Para ter certeza de que ele não tem dono, procure por cartazes na região e publicações nas redes sociais sobre o desaparecimento dele. Além disso, vá ao veterinário para saber se existe microchip. Se suas buscas não der em nada pode adotá-lo

Você tem condições de bancar um cachorro?

Antes de resgatar um cachorro de rua tenha certeza de que tem condições de cuidar dele
reprodução shutterstock
Antes de resgatar um cachorro de rua tenha certeza de que tem condições de cuidar dele

Por mais que você ame os animais, cuidar de um exige tempo, dinheiro e dedicação. Se não tem condições de oferecer isso ao pet, melhor colocá-lo para adoção. Reflita bem antes de levá-lo para sua casa: eu tenho dinheiro para bancá-lo? Tenho espaço suficiente em casa? Conseguirei levá-lo para passear? Responda essas e outras perguntas para tomar a decisão.

Leia também: Calendário e importância das principais vacinas para cachorro

Por mais que o resgate seja uma atitude nobre, você pode se arrepender no futuro se não pensar racionalmente e acabar devolvendo-o às ruas. Tenha certeza que tem condições de ser responsável por um cachorro antes de dar esperanças a ele.

Tenha cuidado no momento da aproximação

Para conseguir a atenção do animal, uma ideia é oferecer alguns petiscos, já que esses animais costumam comer pouco
reprodução shutterstock
Para conseguir a atenção do animal, uma ideia é oferecer alguns petiscos, já que esses animais costumam comer pouco

Resgatar um cachorro de rua não é fácil, já que na maioria das vezes sofreram algum tipo de violência e são ariscos com os seres humanos. Dessa forma, se normalmente tentar tocá-lo já é um risco, que dirá conseguir levá-lo para casa. Por isso é importante ver se o animal o aceita como dono. 

Não se aproxime de maneira brusca. Permita que ele vá até você e queira te conhecer melhor. Para conseguir sua atenção, uma ideia é oferecer alguns petiscos, já que esses animais costumam estar famintos. Você deve mostrar a ele que não é uma ameaça. Aos poucos o cachorro começará a ceder e aceitar seu toque. Assim que confiar em você, é hora de levá-lo para casa. 

Veterinário 

O primeiro passo ao pegar um cachorro de rua é ir ao veterinário.  Atendimento médico é essencial em resgates desse tipo.
reprodução shutterstock
O primeiro passo ao pegar um cachorro de rua é ir ao veterinário. Atendimento médico é essencial em resgates desse tipo.

Pode parecer óbvio, mas é bom reforçar: o primeiro passo ao pegar um animal de rua é ir ao veterinário. É provável que ele esteja com problemas de saúde, machucados e bem sujo. Atendimento médico é essencial em resgates desse tipo. 

O veterinário irá verificar a saúde do peludo, pedir alguns exames e recomendar os medicamentos necessários. Você também conseguirá descobrir a idade aproximada do cão, se tem alguma doença e outras informações úteis para os cuidados. 

Vacinação, despasitação e vermifugação

Mesmo que você tenha escolhido um cachorro adulto, é preciso vaciná-lo. Não tem como saber quais vacinas já tomou, por isso o ideal é garantir
reprodução shutterstock
Mesmo que você tenha escolhido um cachorro adulto, é preciso vaciná-lo. Não tem como saber quais vacinas já tomou, por isso o ideal é garantir

Mesmo que você tenha escolhido um cachorro adulto, é preciso vaciná-lo. Não tem como saber quais vacinas já tomou, por isso o ideal é garantir. O veterinário indicará quais tomar, mas, em resumo, precisará da contra a raiva e V10, que protege conta as principais doenças. 

Leia também: A importância do vermífugo para cães e gatos

Além das vacinas, é importante fazer exames para verificar a presença de vermes. Cães de rua bebem água suja, comem restos de lixo e vivem em situação degradante, então podem facilmente serem contaminados por vermes. O médico saberá dizer a melhor forma de tratar esse problema. 

Por fim, a desparasitação, outro passo importante. Pulgas e carrapatos são um inferno na vida dos cães e tutores e, com certeza, aqueles que moram na rua estão cheios deles. Na hora da consulta veterinária já peça indicação de um bom remédio para aplicar no animal. 

Você pode optar por realizar a desparasitação no pet shop também, durante o banho e tosa. Lembre-se que a tosa dos pelos é muito importante no caso de animais de rua. Aqueles com fios compridos tendem a ter muitos parasitas escondidos e complicados nós. Peça para cortar toda a pelagem para retirar as pulgas e carrapatos mais facilmente. 

Castração

A castração deve ser realizada para evitar o aumento de animais de rua
reprodução shutterstock
A castração deve ser realizada para evitar o aumento de animais de rua

O número de animais vivendo na rua é alto porque alguns donos não realizam a castração. Para combater essa situação e ajudar a diminuir a quantidade de pet abandonados, faça sua parte castrando o peludo. Assim você fica mais tranquilo sabendo que não existe a chance do cachorro procriar.

Compre os utensílios necessários 

O cachorro de rua ficará muito grato por tudo que fez a ele
reprodução shutterstock
O cachorro de rua ficará muito grato por tudo que fez a ele

A última etapa é comprar os utensílios necessários para o cachorro viver tranquilamente. Comedouro, bebedouro, ração, caminha e brinquedos é o básico para qualquer animal. Lembre-se de oferecer as refeições no mesmo horário, ter água fresca sempre e levá-lo para passear diariamente. 

Leia também: Os mitos e verdades sobre a castração

Por fim, não deixe de comprar uma coleira de identificação e gravar todos os seus dados. Isso irá evitar que o pet se torne novamente um cachorro de rua . Agora é só oferecer muito amor e carinho. Seu novo melhor amigo ficará muito grato por tudo que fez.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.