Tamanho do texto

O problema de acreditar nesses mitos é colocar em risco a saúde dos animais

Quem não gosta de ver o bichinho de estimação cheiroso, limpinho e bem cuidado? É uma satisfação para o dono encontrar o companheiro assim e poder abraçá-lo sem se sujar. É por isso que o banho em cães é algo imprescindível, evitando que impurezas fiquem acumuladas no meio da pelagem.

Leia também: Saiba como dar banho em cachorro sem sair de casa

No entanto, esse tema ainda é cercado de muitos mitos que acabam confundindo os donos, como presumir que o bichinho não precisa ser limpo já que originalmente é um animal selvagem. Acreditar nesses fatos é prejudicial para a vida do peludo, por isso é importante conhecer as verdades sobre o banho em cães

Nem todos os donos tem tempos de dar banho no cachorro em casa, por isso precisam recorrer aos serviços de pet shops
reprodução shutterstock
Nem todos os donos tem tempos de dar banho no cachorro em casa, por isso precisam recorrer aos serviços de pet shops

1) Cães não precisam de banho já que são animais selvagens

Como os caninos são originalmente animais selvagens, não existe a necessidade de dar banho já que na natureza não tem esse costume, certo? Errado. Na vida fora das casas, os bichos encontram maneiras de se limpar e remover os parasitas, como rolar no chão e se esfregar em ambientes que ajudam a tirar a sujeira. Pode parecer que não funciona, mas é uma forma bem efetiva de resolver o problema. 

No caso dos animais domésticos, não existe esses recursos naturais disponíveis. Então, cabe aos donos proporcionar alternativas para se limpar. Além disso, nas grandes cidades há uma abundância de poluição e tóxicos que não existem na natureza. Ou seja, o banho dos cães não é apenas uma questão de estética, mas também de saúde.

2) Cães não precisam de banhos frequentes

Outro mito bastante frequente é sobre a frequência de limpeza dos pets. O mais recomendável é que o animal seja higienizado com certa regularidade, mas a quantidade de banho irá depender de vários fatores, como tipo de pelo, raça ou se ele possui alguma pré-disposição para doenças de pele. 

Por isso, o ideal é que consulte um profissional e pergunte sobre a frequência e os produtos ideais para o banho. Além disso, cães que sofrem de doenças de pele ou alergias precisam de mais banhos e com produtos específicos. Lembre-se também da importância da secagem. Ao contrário de nós, os pets têm muitos pelos que precisam ser completamente secos.

Leia também: Qual a quantidade ideal de banho no cachorro? 

O secador é um aparelho que pode ajudar bastante, mas seu uso também incomoda os peludos
reprodução shutterstock
O secador é um aparelho que pode ajudar bastante, mas seu uso também incomoda os peludos

3) O uso do secador de pelos é imprescindível

O secador de pelos é um aparelho necessário, mas não precisa ser utilizado sempre. O barulho incomoda bastante a audição sensível dos cães, além de ser bem ruim para a pele o calor excessivo que é exalado. Por outro lado, não secar a pelagem completamente favorece a proliferação de microrganismos e o aparecimento de odores desagradáveis. Então, de modo geral o uso do secador de pelos ajuda bastante a vida dos pets. 

A recomendação é usar principalmente em dias mais frios e úmidos para ajudar na secagem. No verão, vale enxugar apenas com uma toalha e deixar que o ar natural finalize a tarefa. Porém, independente da estação, o animal deve se secar completamente em um ambiente quente e fechado para evitar as correntes de ar. 

4) Banhos prejudicam o pH da pele

Isso realmente pode acontecer, mas só quando não são utilizados os produtos adequados para cães. Por isso, jamais use seu shampoo para lavar o pet. Compre somente aqueles que são fabricados especialmente para a espécie. Em caso de dúvida, consulte o veterinário para que lhe auxilie sobre a melhor opção. 

5) A melhor forma de dar banho nos cães é com uma mangueira

Você gosta de tomar banho gelado? Provavelmente não e o mesmo vale para seu amigo peludo. A água que sai da mangueira é muito fria, e utilizá-la para limpar o pet fará com que ele adoeça. Mesmo que esteja muito calor, o ideal é banhá-lo com água morna e em um lugar fechado, protegido do frio e das correntes de ar. 

Leia também: Banho no cachorro sem estresse: saiba como escolher o pet shop ideal

Jamais dê banho no cachorro utilizando uma mangueira, pois a água é muito gelada e pode adoecer o animal
reprodução shutterstock
Jamais dê banho no cachorro utilizando uma mangueira, pois a água é muito gelada e pode adoecer o animal

6) Banho prejudica a oleosidade natural da pele

O banho tem como propósito eliminar as impurezas e outras substâncias indesejadas, a fim de manter os pelos brilhantes, saudáveis e cheirosos. A oleosidade natural da pelagem só será prejudicada quando a limpeza é feita em excesso e utilizando produtos de má qualidade. Caso contrário isso não será um problema. 

7) A água no ouvido pode causar uma otite

Essa afirmação é verdadeira, mas é um problema fácil de evitar. Não jogue água nos ouvidos e durante o banho proteja-os com algodão. Retire com cuidado os restos de shampoo que ficar nas orelhas do cão. A limpeza interna do ouvido deve ser feita com algodão embebido em produtos específicos. Tomando essas precauções não terá como o banho causar uma otite. Mas, se por acaso entrar água, contate o veterinário.

8) É melhor dar banho em um pet shop do que em casa

Não necessariamente. Se você tiver tempo, um espaço adequado e os produtos necessários, dar banho em casa é muito mais agradável para o pet, já que é um ambiente conhecido e ele confia no dono. Caso contrário, o jeito é levá-lo ao pet shop. No entanto, antes de deixá-lo em outras mãos, assegure-se de que os produtos utilizados são de qualidade, o estabelecimento é confiável e os profissionais são capacitados. 

Nem sempre o banho em cães precisa ser dado em pet shops, às vezes é interessante utilizar a estrutura da casa
reprodução shutterstock
Nem sempre o banho em cães precisa ser dado em pet shops, às vezes é interessante utilizar a estrutura da casa

9) Shampoo antipulgas resolve completamente a vida de cães com parasitas

O shampoo antipulgas não resolve completamente, mas é uma grande ajuda no combate aos parasitas. Uma única aplicação não irá solucionar o problema, é preciso utilizá-lo durante um tempo para que o tratamento seja efetivo. Além disso, para se livrar completamente desse incômodo, provavelmente será necessário complementar com outros produtos, como sprays, pipetas e coleiras. 

Leia também: Dono pode dar banho em seu animal de estimação usando a estrutura de pet shop

Agora que você já conhece os mitos sobre o banho em cães , evite praticá-los novamente. É importante cuidar da pele e da pelagem do seu companheiro peludo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.