Tamanho do texto

Os felinos não gostam naturalmente de passear de carro, pois enjoam facilmente e não se adaptam bem a mudanças

Os felinos não são os maiores fãs de passeios de carro. Eles são animais de hábitos, por isso gostam de ficar no seu território e manter a rotina, sem mudanças. Além disso, eles ficam enjoados facilmente por causa do movimento constante. Por isso não é difícil ver um gato passando mal quando está dentro do carro. 

Gato vomitando? Confira o que fazer e os possíveis motivos

No entanto, de vez em quando é difícil evitar o passeio. Ir ao veterinário, pet shop ou viajar são exemplos de situações que, às vezes, o bichano precisa ir junto. Mas como evitar o gato passando mal durante todo o trajeto? Existem algumas dicas que podem afastar o enjoo e garantir um passeio tranquilo. 

1º A caixa de transporte

É preciso acostumar o animal à caixa de transporte
shutterstock
É preciso acostumar o animal à caixa de transporte

Mesmo se o percurso for curto, é importante colocar o bichano dentro da caixa de transporte. O recipiente funciona como uma proteção para o animal, além de evitar que ele fique andando pelo carro e distraia o motorista.

Por isso, compre uma  caixa de tamanho adequado e vá habituando gradativamente o bichano a ficar lá dentro. Dessa forma, não será traumático quando precisar realmente utilizar o objeto. Além disso, não se esqueça de que o gato deve ir à parte da trás do carro, é mais seguro.  

2º Tranquilize o bichano

Vá tranquilizando o gato durante o trajeto para que ele não fique nervoso
reprodução shutterstock
Vá tranquilizando o gato durante o trajeto para que ele não fique nervoso


Na maioria dos casos, o bichano passa mal no carro por causa do estresse que o deslocamento causa. Por isso, uma dica legal é colocar a caixa de transporte na parte baixa, impedindo que o gato olhe pela janela. Isso diminuirá a percepção de que está se movimentando. 

Mas, se o pet continuar muito estressado, pulverize feromônios sintéticos pelo interior do veículo. É uma forma de acalmá-lo e fazê-lo acreditar que está no seu território. Uma alternativa é utilizar tranquilizantes, mas seu uso só pode ser indicado pelo veterinário. 

Veja 10 coisas que os gatos não gostam e você deve saber

3º Alimente o gato antecipadamente

É importante oferecer as refeições antecipadamente para evitar que o gato enjoe
reprodução shutterstock
É importante oferecer as refeições antecipadamente para evitar que o gato enjoe


O enjoo pode ser agravado se o estômago do pet estiver cheio, pois o movimento do carro leva ao vômito. Dessa forma, quando for passear ou — principalmente — viajar, procure alimentar o bichano cerca de três horas antes. Não precisa mudar a alimentação, apenas fazê-la mais cedo. 

4º  Realize paradas

Para não ver o gato passando mal, realize paradas a cada duas horas
reprodução shutterstock
Para não ver o gato passando mal, realize paradas a cada duas horas

Se você for viajar de carro para um local distante, não deixe de fazer paradas a cada duas horas. Não é conveniente tirar o gato para fora durante as paragens, mas elas não necessáriss para que ele possa beber água, se refrescar e usar a caixa de areia. Por isso, compre um bebedouro e caixa próprios para viagem. 

Outras dicas

Jamais deixe o gato sozinho no carro. Ele pode ficar mais nervoso por não ter companhia, se debater dentro da caixa e se machucar. Melhor evitar, não é? O ideal é sempre ter alguém ao lado dele, acalmando-o, acariciando-o e conversando em tom suave e tranquilo. Ele precisa entender que está tudo bem. Procure manter a música baixa quando estiver com o gato no carro, pois irá ajudá-lo a ficar calmo. 

Vai viajar de avião com o pet? Confira dicas para comprar a caixa de transporte

Caso nada disso funcione, recorra ao veterinário. Ele saberá identificar as possíveis causas do gato passando mal e como resolver o problema. É provável que ele receite um medicamento para tranquilizá-lo ou fazê-lo dormir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.