Tamanho do texto

Alguns erros podem fazer o gato recusar a caixa, o que não deve acontecer

Os gatos são conhecidos pela sua extrema higiene. O banho é algo praticamente inexistente em sua vida, pois lambem o pelo diariamente garantindo a sua limpeza. O mesmo vale para o momento das necessidades. Diferente dos cães, os felinos tem um lugar próprio para despejar seus dejetos: a famosa caixa de areia. 

Veja mais:  Saiba como ensinar seu gato a usar a caixa de areia

Ir ao "banheiro" é um verdadeiro ritual para os gatos: eles vão até a caixa, cheiram a areia, entram no recipiente devagar, escolhem o melhor local, cavam bem fundo e fazem as necessidades. Após este processo, irão esconder os dejetos, cheirar o lugar, sair da  caixa de areia  e se limparem. 

Todo o ritual mostra a importância deste recipiente para os felinos. Ele precisam de um local para fazer as necessidades e enterá-las, pois as fezes e urina têm um cheiro forte e podem atrair predadores e afugentar possíveis presas. Eles não ficam tranquilos enquanto não as escondem. Esta ação é um resquício do antepassado selvagem. 

Desta forma, o uso da caixa de areia deve ser respeitado e incentivado se deseja ter um gato saudável mentalmente e fisicamente. Isso significa que, se o gato não estiver usando seu "banheiro", existe algo errado. É normal donos de primeira viagem comenterem erros em relação a caixa, mas não se preocupe, pois existe solução. Confira as 7 falhas mais comuns cometidas pelos tutores.

1. Tamanho

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

Existem diversos tipos, tamanhos e cores de caixa no mercado, mas não basta escolher a mais bonita, precisa ser a ideal para seu felino. Comprar o recipiente errado pode fazer o animal não se adaptar e acabar realizando as necessidades em locais indevidos. Por isso, garanta que a caixa seja grande o suficiente para o gato ficar de pé e dar uma volta completa dentro dela.  Se você tiver um filhotinho lembre-se que ele irá crescer, então, se não quiser comprar outra caixa futuramente, já escolha uma pensando no seu gato adulto.

Outro ponto que merece atenção é a altura da caixa. Bichanos jovens não tem problemas em saltar para entrar no "banheiro", mas os idosos ou com dificuldades de mobilidade têm problemas com isso. Desta forma, escolha um recipiente com os lados baixos para facilitar a entrada e a saída. 

2. Localização

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

O local que a caixa de areia fica na casa é determinante para o gato usar. Opte por colocá-la em um lugar reservado e silencioso, que dê privacidade ao bichano. Ninguém gosta de fazer suas necessidades e ser incomodado. Também jamais coloque a caixa perto de onde fica a comida e a água. Assim como nós, não comemos no mesmo local do banheiro. E por fim, certifique-se que o gato tenha fácil acesso a caixa e não demore para encontrá-la. 

Mais:  Areia para gatos caseira: conheça as vantagens e como fazer

3. Areia

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

Existem diversos tipos de areias no mercado, mas é preciso descobrir qual seu felino mais gosta. Não dá para saber de antemão qual modelo ele irá se adaptar, é acertando e errado que descobrirá. Há algumas dicas que ajudam na hora da escolha, como evitar areia perfumada e que levante poeira. A textura também pode influenciar na adaptação. Preste atenção à forma como ele reage aos diferentes tipos. Com o tempo irá descobrir a ideal. 

4. Quantidade de caixas

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

Para quem tem mais de um gato em casa, essa regra é uma das mais importantes: jamais tenha apenas uma caixa para todos eles. Os felinos odeiam dividir o seu "banheiro" e precisam de privacidade. Por isso, tenha um recipiente para cada animal e uma extra. Por exemplo, se tem três gatos, tenha quatro caixas.

5. Caixa com tampas

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

Nós podemos até preferir caixas com tampas, mas elas são péssimas para os gatos. Diferente do que imaginamos, não oferecem mais privacidade. Na verdade, além de serem apertadas, escuras e com apenas uma via de escape, deixam um cheiro extremamente forte lá dentro. A falta de ventilação pode fazer com que o gato não queira mais entrar. 

Leia também:  Gato fazendo xixi na cama? Saiba os motivos e como resolver

6. Pouca areia

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

Os gatos precisam enterrar seus dejetos, como já foi explicado. Mas, isso se torna bem difícil quando há pouca areia em sua caixa. Além disso, colocar pouca areia pode deixá-los estressados e fazer com que eles procurem outro local para urinar. Veja qual a quantidade é a ideal para seu felino conseguir cavar e enterrar completamente as fezes. 

7. Falta de limpeza

Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável
Reprodução Pinterest
Para quem tem gatos em casa, a caixa de areia é um item indispensável

A limpeza é algo primordal para a vida dos gatos e não seria diferente em relação as caixas de areia. Recolha as fezes assim que puder com uma pá e evite deixar que a areia fique úmida. Ofereça areia limpa todos os dias. Os felinos não gostam de encontrar dejetos antigos ou usar o "banheiro" sujo. A limpeza total da caixa pode ser feita a cada 15 dias. Manter a higiene do recipiente é importante para evitar a proliferação de bactérias e insetos. 

Meu gato não usa a caixa de areia 

Se você seguiu todas as dicas e ofereceu uma caixa da forma correta era para o felino estar usando-a normalmente. Mas, caso isto não esteja acontecendo, a primeira atitude é levá-lo ao veterinário. O gatinho pode estar com algum problema e um dos sintomas pode ser a recusa da caixa. O estado de saúde e emocional do animal costuma ser detectado pelos dejetos, assim como acontece com os humanos. 

Veja também:  Gato que não usa a caixinha de areia, como resolver?

Dê bastante atenção para a caixa de areia de seu felino. É um ponto crucial para garantir uma vida boa, tranquila e saudável. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.