Tamanho do texto

Felinos castrados ou recém-nascidos não apresentam diferenças físicas tão nítidas e pode ser difícil identificar se é macho ou fêmea

Além da dificuldade de escolher qual animal uma pessoa irá adotar, também há dúvidas sobre escolher macho ou fêmea . Além disso, definir o sexo do gato, por exemplo, pode ser desafiador às vezes, principalmente quando ele é castrado ou ainda está bem no início da vida e o corpo ainda não se definiu por completo. 

+As fases e os cuidados da gestação de gato

Qual o sexo do gato? Descubra como identificar se é macho ou fêmea e qual o melhor para você
Reprodução/ Shutterstock
Qual o sexo do gato? Descubra como identificar se é macho ou fêmea e qual o melhor para você

Mas gato e gata não apresentam apenas diferenças físicas, mas também na personalidade. Macho e fêmea podem, sim, ter temperamentos divergentes e isso não é apenas mito. Mas afinal, como determinar o sexo do gato e saber qual é mais adequado para o objetivo do futuro tutor. 

Características do gato macho

Depois de aproximadamente 8 semanas o animal já está um pouco mais desenvolvido e é possível identificar o sexo.

Físico

Se for macho o tutor deve focar em duas características físicas: a distância entre o ânus e a abertura genital e o tamanho dessa abertura, que deve ser mais circular nesse caso. A distância entre o pênis e o ânus no macho é maior do que na fêmea, de no máximo 3 cm em adultos e 1 cm nos bebês.

O escroto está coberto por pelo e no caso de um castrado os testículos não existem e a bolsa é vazia e aparece como uma pele suave. 

Como não definir o sexo do gato: no início da vida dificilmente o pênis será visto logo de cara ou mesmo sentido. Até os testículos são muito pequenos e quase imperceptíveis nessa fase. 

Personalidade

Gatos machos têm um temperamento diferente das fêmeas. Explorar é quase o sobrenome deles, que adoram percorrer longas distâncias no bairro e pulando no telhado do vizinho. Isso favorece brigas com outros felinos, em especial por fêmeas no cio ou pela simples dominância do território.  

+Cachorro macho ou fêmea? Saiba qual é o melhor para você

filhote de gato
Reprodução/ Shutterstock
filhote de gato

É interessante, inclusive, castrar o macho para evitar esse tipo de problema e torná-lo menos agressivo. Até porque, o animal vai priorizar a experiência sexual sempre e ficará inquieto se não puder sair de casa ou demonstrar seu instinto. Também pode urinar e ficar sem apetite e sono, dependendo do caso.

Costumam ser mais independentes, talvez seja mais brusco e desconfiado, principalmente com relação a estranhos. Isso não quer dizer que ele não se torne um bichinho carinhoso e calmo. Mas é sempre bom ter em mente esse fato. 

Características da fêmea

Físico

A gatinha é mais fácil de identificar, porque tem uma estrutura mais simples. A genitália é composta por ânus e vulva, que ficam muito mais próximos do que no caso do macho. O ânus localiza-se exatamente embaixo da cauda e a vulva apresenta-se em formato vertical e forma um tipo de "risquinho", diferente do "pontinho" encontrado no sexo masculino, ainda quando filhote. 

Personalidade

Pode parecer clichê, mas as gatas são conhecidas por serem mais simpáticas, carinhosas e calmas. Muitas gostam de receber abraços, afagos e ficar mais em casa ao lado da família do que na rua. Por outro lado, há aquelas mais agitadas e independentes que adoram passear por aí e explorar novos lugares. 

Elas não gostam de mudanças bruscas, principalmente por se sentirem ameaçadas e em perigo. Como possíveis mamães, as fêmeas defendem seu terrítório e seus donos sempre que achar necessário. 

Ao adotar uma gata, deve-se estar preparado para as mudanças comportamentais durante o cio. Ficam ansiosas e às vezes até sem dormir, podendo emitir altos sons e miados especialmente à noite. Inclusive, o dono deve estar preparado para uma possível fuga em busca de gatos e, ao retornar, estar grávida. Em alguns casos também pode fazer xixi por toda casa e outros transtornos. Não é raro também desenvolver cistos nos ovários. 

Dependendo do caso, se o dono não quiser que a gata engravide, é mais indicado castrá-la. Isso evita alguns problemas e uma série de filhotinhos indesejados. 

Agora que você já sabe quais as diferenças físicas e psicológicas de cada sexo do gato, basta escolher se o próximo a adotar será macho ou fêmea!

+A grande importância da castração de gatos



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.