Tamanho do texto

Algumas dicas podem ajudar a tornar o pet mais obediente e seguir o tutor durante o passeio

Logo quando se adota um cãozinho uma das maiores alegrias do tutor é poder levá-lo para passear e divertir-se ao ar livre, depois de devidamente vacinado,  é claro. Por outro lado, há o desafio de educar o pet e garantir que ele não se torne destrutivo ou mimado. E mais difícil do que ensinar as regras dentro de casa é saber lidar com os problemas de comportamento ao passear com cachorro na rua. 

Com alguns truques e dicas passear com cachorro pode ficar mais agradável e divertido
shutterstock
Com alguns truques e dicas passear com cachorro pode ficar mais agradável e divertido


A coleira é o principal inimigo do tutor em vários momentos da caminhada. É comum o cão puxá-la sem parar e querer explorar o ambiente em que está. Mas, apesar de ser uma reação natural do pet, deve ser evitada por meio de comandos básicos  e, em especial, pelo adestramento. Nem sempre é fácil ganhar o respeito dele, porém com algumas dicas passear com cachorro será muito mais divertido.

Mude seu comportamento, antes de mudar o pet

Antes de dar qualquer ordem para o cão e demonstrar irritação, o tutor precisa repensar os próprios atos durante o passeio. Passe sempre confiança e firmeza para o cachorro. Se ele perceber qualquer insegurança no dono vai se sentir mais livre para fazer o que quiser. Afinal, se ele não tem líder, entende automaticamente que tem de tomar o controle da situação. 

Biscoitos para cães podem fazer parte da dieta de seu amigo
Reprodução
Biscoitos para cães podem fazer parte da dieta de seu amigo

Recompensas

Pense em como incentivá-lo a andar sempre perto e não insista com relação a puxar a coleira . A ideia é ele prestar atenção no tutor o tempo todo em vez de focar apenas no caminho e nos próprios interesses.

Mas, lembre-se, no mundo dos cães nada é de graça: uma recompensa ajuda bastante na hora dele seguir as regras - só não exagere nos presentinhos. Pode oferecer um biscoitinho  sempre que o pet responder ao seu chamado. Isso deve ser feito apenas no início do processo de aprendizagem, para não virar um costume. Tente intercalar os episódios em que dá a guloseima, de modo que o cão nunca saiba quando vai receber ou não. 

"Siga-me"

Faça uma brincadeira simples para treinar a mente do pet: enquanto continua segurando a coleira se afaste um pouco dele e chame-o para perto de si. É convidativo e um movimento natural o cachorro ir até o dono se ele se virar e distanciar-se. Mude de direção de oito a 12 vezes e tente a cada vez dar ainda mais passos para longe. 

No início a resposta talvez não seja tão efetiva, por isso as recompensas são tão importantes para estimulá-lo. Sempre que ele acertar ressalte isso com um "Muito bem" ou "Isso!", além de passar a mão na cabeça como forma de elogio.

Quando ele já estiver bem treinado, continue elogiando sempre que ele estiver andando ao seu lado. 

Puxar a coleira é um mau hábito que precisa ser corrigido
Reprodução
Puxar a coleira é um mau hábito que precisa ser corrigido

E se o pet é desobediente?

Algumas raças são mais difíceis de treinar  e exigem mais paciência e tempo. Nesses casos, a coleira frontal, que atravessa o peitoral do pet ajuda a ter mais controle sobre ele. Se mesmo com essas dicas ele continuar desobediente , procure um instrutor especialista em adestramento .

E não esqueça: o cão deve aprender truques e regra ainda quando filhote, de preferência dentro dos dois primeiros anos de idade. Dessa forma, passear com cachorro será mais tranquilo e divertido. Mesmo que no começo seja mais trabalhoso, a insistência ajuda a fixar as regras na mente do animal e aos poucos ele pode se tornar um companheiro ainda melhor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.