As vacinas para cachorro são um dos fatores mais importantes para o cuidado com a saúde desses animais; saiba quais são elas

Assim como os humanos, os cachorros também podem sofrer com uma série de doenças capazes de ameaçar tanto a saúde e a vida deles , como a de seus donos. Para evitar esse tipo de dor de cabeça, é indicado que as vacinas para cachorro sejam aplicadas corretamente, seguindo o calendário de vacinação. Vale lembrar que todo o processo deve ser organizado e acompanhado por um médico veterinário. 

As vacinas para cachorro são muito importantes para a saúde dos animais e de seus donos
Reprodução Pinterest
As vacinas para cachorro são muito importantes para a saúde dos animais e de seus donos

Na verdade, a importância da aplicação das vacinas para cachorro já é bem conhecida pelos tutores. O que muitos ficam na dúvida é em relação as datas que devem ser cumpridas, quais são as mais importantes e para que elas servem. Confira a resposta para essas perguntas e algumas dicas para a vacinação de seu cão. 

As principais vacinas

As vacinas que devem constar obrigatóriamente no calendário de vacinação do seu cachorro são as vacinas múltiplas ou polivalentes, v8 e v10, e a vacina anti-rábica. As vacinas v8 e v10 protegem os cães de sete doenças consideradas graves: cinomose , hepatite infecciosa canina, parvovirose, leptospirose, adenovirose, coronavirose e parainfluenza canina. Já a vacina anti-rábica protege os cães contra a raiva. Algumas dessas doenças são consideradas zoonoses, ou seja, podem ser transmitadas para o homem. 

Além das vacinas v8 e v10 e da antirrábica existem outras doses de imunização que tambémsão importantes. É o caso das vacinas contra a leishmaniose, a giárdia, a tosse dos cães e pulgas. Vale lembrar que a aplicação ou não e a organização dessas vacinas estará no calendário de vacinação do seu cachorro, feito por um médico veterinário. 

Quando aplicar as vacinas para cachorro

A aplicação de vacinas para cachorro são recomendadas na fase filhote do animal
Reprodução Pinterest
A aplicação de vacinas para cachorro são recomendadas na fase filhote do animal

A recomendação é que as vacinas comecem a ser aplicadas desde a fase filhote do cachorro, quando o organismo dele já puder receber as doses. Dessa forma ele estará protegido desde cedo e correrá menos riscos de pegar alguma doença. Geralmente a imunização inicial do cachorro começa aos 30 dias de vida com o uso do vermífugo , continua em torno dos 40 dias com a aplicação da primeira dose de v8 ou v10 e anti-pugas, se estende aos 60 dias com a vacina contra a tosse e vai até em torno dos 120 dias com a vacina anti-rábica. Durante esse calendário de vacinação há a repetição da dose de algumas delas, é o caso da v8 e v10, tosse e anti-rábica. É preciso ficar bem atento em relação a isso. 

Caso todos esses prazos tenham sido perdidos pelo dono ou um cachorro adulto não tenha recebido as vacinas necessárias o procedimento é um pouco diferente. Eles receberão três doses das vacinas polivalentes v8 ou v10 e uma da anti-rábica. O mesmo serve para cachorro que não se sabe a procedência e se ele já foi vacinado, é o caso dos animais adotados da rua, por exemplo. 

A necessidade de tomar outros tipos de vacinas além dessas vai depender da região onde o animal vive e da recomendação do veterinário. 

Dicas para a vacinação

1. Aplique a vacina em um local onde o cachorro se sinta confortável. A sua própria casa pode ser uma opção, basta organizar isso com o veterinário. 

2. Prepare tudo para o momento. É preciso que uma pessoa capaz de dominar o cachorro em qualquer situação que fuja do controle esteja presente. Se o animal for calmo e manso, basta colocar um gui nele. Se o animal for agressivo, é importante que ele esteja de focinheira. 

Se o animal for calmo basta levá-lo em uma guia e ter alguém sempre por perto
Reprodução Pinterest
Se o animal for calmo basta levá-lo em uma guia e ter alguém sempre por perto

3. Após a vacinação o cachorro pode ter uma mudança comportamental nas primeiras 24h. Isso acontece porque o organismo dele está assimilando a vacina. Você só precisa se preocupar se após essas 24h ele não voltar ao normal. 

4. Animais que já apresentarem algum sinal de doença não podem receber nenhum tipo das vacinas para cachorro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.