Tamanho do texto

O organismo dos cães mais velhos não funcionam da mesma forma e necessita de nutrientes específicos

Desde os primeiros dias de vida do cão o dono já sabe da importância de uma alimentação regulada para a manutenção da saúde do bichinho. Alguns especialistas afirmam que uma boa nutrição aumenta em mais ou menos 3 anos a expectativa de vida de um cachorro. O que poucos se importam é com a necessidade de mudanças na dieta de acordo com a idade do animal, mas isso é muito importante. Cães idosos, por exemplo, precisam de nutrientes e substâncias específicos  para manter o equilíbrio do organismo que são encontrados na ração sênior. 

+ Ração a granel: 4 motivos para não comprar

Um cachorro idoso precisa de cuidados especiais, como a ração sênior
shutterstock
Um cachorro idoso precisa de cuidados especiais, como a ração sênior

O problema é que muitos donos se sentem inseguros na hora de trocar a dieta de seu cachorro. "Será que ele vai gostar da nova ração?", "Essa é realmente a ideal para ele?" e "Meu bichinho já está na idade de começar a se alimentar da ração sênior ?" são algumas das dúvidas mais frequentes. Para realizar a mudança de maneira segura e confiante é importante realizar uma pesquisa e conversar com um veterinário de confiança antes. 

Com qual idade o cão é considerado idoso?

A resposta para essa pergunta não é exata. As diferentes raças, cruzamentos e tamanhos de cachorros fazem com que cada um tenha uma expectativa de vida e um metabolismo diferentes. Para especialistas a vida idosa se inicia nos últimos 25% da expectativa do animal. Mas, no geral, essa idade está entre sete e oito anos de vida. 

+ Quer saber quantos anos seu cão tem? Aprenda a calcular a idade canina

As vantagens da ração sênior

Esse tipo de ração é produzido pensando em problemas comuns apresentados por cães idosos. Por exemplo, a maior parte deles apresenta problemas dentais, como a periodontite, por isso os grãos são mais aerados, menos consistentes, para ajudar na mastigação e evitar a quebra de dentes. 

A ração sênior é mais macia
shutterstock
A ração sênior é mais macia

Outras necessidades importantes também são atendidas. Um cachorro com idade avançada não se exercita com a mesma intensidade e na mesma quantidade de quando era mais novo, portanto não precisa ingerir muitas calorias. Até porque o metabolismo dele não seria capaz de quebrar essas substâncias e as chances do animal se tornar obeso são grandes. A ração especial para sua idade já possui as quantidades ideais. 

+ Cachorro obeso: como evitar e reverter a situação

A parte da nutrição fica por conta dos elementos extras, aqueles acrescentados para melhorar algumas condições ou compensar as faltas. Vitaminas e proteínas estão presentes em maior quantidade. Além disso, há presença de glucosamina que faz bem para as articulações, partes do corpo que costumam apresentar problemas nos animais mais idosos. Substâncias antioxidantes ajudam na prevenção de doenças como o câncer. 

Existem diferentes marcas de ração sênior disponíveis no mercado. Os preços das opções variam, mas não costumam ser mais caros do que as tradicionais. Para escolher a mais adequada converse com um veterinário de confiança. 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.