Tamanho do texto

O mini pig tem características domésticas, o que o torna uma ótima opção em vez dos animais de estimação tradicionais

Você está afim de adquirir um animal de estimação mas não quer os tradicionais, como cão e gato? Então, que tal um mini pig? Esse pequeno porco está fazendo a cabeça de muitas pessoas, invadindo as casa e animando a todos com sua fofura. Ele virou mania no Brasil e em outros países, se tornando a mais nova opção de animal de estimação. 

Leia mais:  10 animais exóticos que você pode ter em casa

Para quem não conhece esse bichinho, ele vem de uma linhagem de suínos que não atingem o tamanho de um porco comum, por isso são chamados de micro ou  mini pig . Os porcos já são animais acostumados a conviver entre os humanos, mas essa variação, por ter um tamanho bem menor, tornou-se possível criar dentro de casas urbanas em vez de sítios ou fazendas.

Mini pig é a mais nova opção de animal de estimação
Reprodução Pinterest
Mini pig é a mais nova opção de animal de estimação

Não existe uma raça específica como acontece entre os cães. As características e cores são variadas porque o animal nasce do cruzamento de diferentes tipos de porcos pequenos. Um mini porco de estimação não passa dos 25-35 kg. Ele mede, geralmente, entre 30 a 40 cm de altura e quando atinge a fase adulta chega até 80-90 cm de comprimento (o equivalente a um buldogue inglês). Em média, vivem 20 anos, mas podem chegar até a 30 anos se for bem cuidado. Será um companheiro durante boa parte da vida. 

O mini pig é um bichinho bem meigo, sociável, companheiro e inteligente. Por ter características domésticas, se tornou uma ótima opção em vez dos animais de estimação tradicionais. É afetuoso e se apega rapidamente ao dono. Além disso, pode ser ensinado a se sentar, deitar e usar um local específico da casa para fazer suas necessidades. Também entende o nome que receberá e responde quando for chamado. 

Leia também:  Um 'mini porco' atingiu o peso de um humano 8 meses depois de adotado

Quem tem crianças em casa irá adorar esse pet. Ele é bastante brincalhão e será um ótimo amigo para os pequenos. E, caso tenha mais animais de estimação em casa, não fique preocupado. Os mini pigs são sociáveis e, se forem acostumados desde filhote a morarem com outras espécies, a convivência será tranquila e amorosa.  

Outra vantagem de ter esse bichinho é o fato de serem muito limpos. Ele quase não tem cheiro, não rolam na lama como os porcos maiores e adoram um banho. Para os alérgicos, ele também é uma ótima opção porque tem poucos pelos e não costumam cair com facilidade. 

Os mini pigs costumam ser meigos, inteligente, sociáveis e companheiros
Reprodução Pinterest
Os mini pigs costumam ser meigos, inteligente, sociáveis e companheiros


Cuidados com a higiene

Em relação a higiene, esses porquinhos não costumam dar problemas. Eles podem ser ensinados a fazer suas necessidades em locais espécificos. Caso prefira, compre as caixas usadas por gatos ou então reserve um lugar no quintal. As fezes geralmente tem um cheiro ruim e forte, então precisam ser rapidamente retiradas para não feder a casa inteira. 

Os banhos podem ser dados uma vez por semana com xampu neutro e água morna. O mini pig tem a pele sensível, então precisa de hidratante para evitar descamações e protetor solar diariamente, pois adora ficar sob o sol. O corte das unhas (casquear) é um procedimento necessário para animais que não desgastam os cascos. Se isso não for feito, pode prejudicar o sistema locomotor do animal, levando a deformidades ósseas e articulares. O procedimento deve ser realizado a cada dois meses e precisa ser feito por um profissional. 

Saiba mais:  Conheça o porquinho-da-índia sem pelos que ganhou a internet

Alimentação

Como todos os animais, os porquinhos precisam se uma alimentação balanceada e própria. Em lojas que vendem artigos para agropecuária é possível encontrar rações especiais para mini pigs. A alimentação pode ser reforçadas com legumes, verduras e grãos. Refeições naturais e saudáveis garantem a boa saúde no animal. Jamais ofereça restos de comida humana ou rações de cão ou gato, pois pode fazer muito mal ao porquinho. Por fim, não esqueça de oferecer diariamente água limpa e fresca. 

Saúde

O mini pig também precisa ser vacinado e vermifugado. A principal vacina é a de leptospirose e a vermifugação precisa estar sempre em dia. Consulte um profissional para saber mais sobre a saúde do animal. Fora isso, os cuidados diários com a saúde são exercícios e brincadeiras, pois ajudam na prevenção de doenças como obesidade e impendem que o bichinho fique estressado e agressivo. 

Como qualquer outro animal, o mini pig precisa ser vacinado e vermifugado
Reprodução Pinterest
Como qualquer outro animal, o mini pig precisa ser vacinado e vermifugado


Espaço necessário

Ele pode ser criado em apartamentos, mas o ideal é que ele tenha espaço para correr e se divertir. Não se esqueça que o mini pig fica maior na fase adulta e, assim como um cão, precisa de um ambiente mais amplo para gastar energia. Caso não tenha esse espaço, é necessário levar o bichinho para passeios diários. Para quem tem jardim, lembre-se que porcos adoram enfiar o focinho na terra e é capaz que ele destrua todas as flores. 

Onde comprar e quanto custa

Como os mini pigs estão ganhando espaço nas casas, é possível que encontre exemplares para vender em grandes pet shops e, caso não ache, procure criadores especializados. Não se esqueça de se certificar que a loja e o vendedor são confiáveis, busque referências e cuidado para não ser enganado e acabar levando um filhote de porco comum. Ele ficará enorme e não será agradável. O valor de um mini pig varia de R$ 800,00 a R$1500,00.

Antes de comprar, verifique se no seu município é permitido a circulação desse tipo de animal na rua ou se é necessário algum documento de autorização para a criação de porcos em casa. Caso more em apartamento, veja se o condomínio libera ter esse bichinho. 

Veja mais:  15 nomes de pets inspirados em personagens de desenhos infantis

Por fim, não se deixe levar pela fofura desse pet. O mini pig é um animal de como qualquer outro e demanda responsabilidade e tempo. Cuidar de um pode ser trabalhoso e não é como criar um cachorro, são espécies completamente diferentes. Mas, caso consiga suprir todas as necessidades do porquinho, por que não ter um?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.