Gatos não gostam muito de sair de seu território, nem para ir ao veterinário
Shutterstock
Gatos não gostam muito de sair de seu território, nem para ir ao veterinário


Na última coluna, conversamos sobre quando você deve levar seu gato ao veterinário,  porém alguns donos de gatos adiam a visita ao especialista porque acham que essa experiência pode ser muito estressante ao bichano. Para evitar que isso aconteça, seguem alguns conselhos de como preparar a ida do seu gatinho à clínica:

– Escolha uma caixa de transporte adequada

É fato que a maioria dos gatos não gosta de sair de casa. Gatos são territorialistas e se sentem confortáveis apenas em seu ambiente. As caixas de transporte garantem uma movimentação segura do gato até a clínica veterinária e funcionam como refúgio ou abrigo durante a consulta médica.

A escolha da caixa de transporte certa é fundamental para o sucesso da visita ao veterinário. Utilize uma caixa de transporte resistente, estável e silenciosa. Dê preferência a modelos em que a tampa e a porta sejam removíveis, permitindo que o veterinário avalie o seu gato no interior da própria caixa de transporte com o mínimo de estresse possível.


– Acostume o gato à caixa de transporte

A caixa de transporte deve funcionar como um “porto-seguro” para o seu gato. Por meio de um treinamento adequado, ele poderá aprender a gostar da caixa, ao invés de temê-la. Para isso, deixe a caixa de transporte sempre à vista do seu gatinho – ela deve fazer parte da decoração permanente da casa.

Remova a porta da caixa e coloque em seu interior cobertores, petiscos, brinquedos e o que mais for do agrado do seu bichano. O objetivo é fazer com que o gato associe experiências positivas à caixa de transporte; que a use não apenas como meio de transporte, mas também como toca ou abrigo.

– No dia da visita ao veterinário, prepare a caixinha de transporte

Chegou o dia da visita ao veterinário! Coloque no interior da caixinha de transporte mantinhas e brinquedos com o cheiro do seu gatinho. Se possível, borrife a caixa com um spray de feromônio facial felino sintético vendido em pet shops pelo menos 30 minutos antes de acomodar seu gatinho, pois tal feromônios felinos sintéticos podem proporcionar uma sensação de bem-estar ao seu animal.

Tente colocar o seu gato na caixinha de transporte com calma, tornando a experiência o menos estressante possível. Uma vez que o seu gatinho já estiver acomodado na caixinha, cubra-a com uma toalha, para evitar que ele fique muito agitado com estímulos visuais.

Você viu?

– Na clínica veterinária, proteja seu gatinho de estressores

Não deixe a caixinha de transporte no chão da recepção da clínica veterinária, pois os gatos se sentem menos seguros ali. As clínicas “Cat Friendly” disponibilizam móveis ou bancos para você colocar a caixinha de transporte; uma alternativa é permanecer com a caixinha de transporte no seu colo.

Clínicas “Cat Friendly” também possuem uma sala de espera apenas para gatos, separada de cães. Se uma sala de espera exclusiva para felinos não estiver disponível, procure se sentar distante de proprietários com cães. Minimize a interação com outros animais - a caixinha de transporte deve permanecer coberta com uma toalha.

– Ao chegar em casa, recompense o seu gato

Ao chegar em casa, abra a caixinha de transporte e permita que seu gato saia
espontaneamente. Em seguida, ofereça ao seu gato reforços positivos para que ele associe a visita ao veterinário a algo agradável. Pode ser um petisco bem gostoso, uma sessão de escovação ou sua brincadeira predileta.

Se você tiver mais de um gato em casa, pode ser que os gatos que permaneceram na residência estranhem o cheiro daquele que foi ao veterinário; para evitar brigas, espere 5 a 10 minutos antes de abrir a porta da caixinha, monitorando a reação dos seus outros gatinhos.

Vimos que o condicionamento é muito importante para tornar a visita ao veterinário menos estressante ao gato. Porém, nenhuma das medidas acima tornará a experiência positiva se a clínica veterinária não souber lidar com seu bichano. Por isso, é fundamental levar o seu gatinho a um local que esteja preparado para atender os felinos.

Vamos conversar sobre as clínicas “Cat Friendly” e seus princípios na próxima coluna. Até lá!

Sobre Yumi Hirai

Yumi Hirai, médica veterinária e colunista do Portal iG
Divulgação
Yumi Hirai, médica veterinária e colunista do Portal iG


Yumi Hirai é médica veterinária formada pela USP e dedicada ao atendimento de felinos na Clínica Vetmasters em São Paulo. É mãe de dois gatinhos fofos, Grafite e Pitoco. Escreve quinzenalmente sobre as dúvidas que deixam os donos de gatos de cabelo em pé.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários