Tamanho do texto

A tarefa de colocar um gato em uma caixa de transporte é árdua e requer paciência redobrada para não gerar traumas e transtornos no seu passeio

No último dia 17 de fevereiro foi comemorado o Dia Mundial dos Gatos . Assim, nada mais justo que neste post do Viagem Animal dediquemos uma especial atenção aos bichanos na hora de viajar.

Antes de tudo é importante registrar que os gatos são animais que gostam de tocas e não estão acostumados a mudanças de rotina. Outra marca registrada é que eles são bem curiosos e tem uma forte veia exploradora. Daí que eles olham com desconfiança para a caixa de transporte na hora de viajar. Isso porque relacionam o objeto às idas ao veterinário e, claro, isso dá um estresse danado e colocar o peludo na caixa pode se tornar um suplício.

Para diminuir o estresse pingar no pano que  esta dentro da caixa florais em gotas
Foto por Fredy Figner
Para diminuir o estresse pingar no pano que esta dentro da caixa florais em gotas

Bem, mas você tem  uma viagem, se preparou para levar seu gato e ele vai precisar ficar longos períodos dentro da caixa? Então prepare sua bagagem porque aqui vão dicas para tornar a caixa de transporte num ambiente em que seu gatinho se sinta seguro e confortável.

Uma primeira estratégia – e talvez seja a mais importante –é mostrar para o gato que a caixa é um lugar seguro, onde ele poderá descansar, relaxar e se sentir totalmente protegido. Então deixar a caixa fazer parte do ambiente de dentro de casa é um fator imprescindível. O ideal é deixar a caixa sem as portinhas, em um lugar de livre acesso, de preferência no cômodo onde o pet passe a maior parte do tempo e já esteja acostumado aquele ambiente.

Uma vantagem ao introduzir a caixa no cotidiano do gato , é que os felinos são animais curiosos e deixar o objeto no local onde o animal fica mais tempo vai atiçar o lado explorador do bichano. Se ele mostrar resistência inicial, você pode tentar deixar dentro da caixa sachês com alimentos ou seus brinquedos preferidos. Quanto mais novo o gato, e maior o contato dele com a caixa, mais rápida a sua adaptação. Isso porque eles passam a associar aquele espaço como seu local de descanso e relaxamento.

Outra ideia bacana é colocar um tapetinho ou mantinha dentro da caixa para deixá-la confortável. Lembre-se, ele (o gato ) tem que reconhecer aquele ambiente como sua toca, sua casa. Portanto, o bichinho precisa se sentir acomodado e confortável.

Para aqueles gatos mais medrosos, induzir a entrada na caixinha com sachês de comida é uma boa tática. Primeiramente pode-se iniciar deixando o sachê na entrada da portinha. Posteriormente, com o próprio interesse do gato, esse alimento pode migrar cada vez mais para o interior da caixa, até que o gatinho fique ali por mais tempo.  

Luminosidade pode assusta-los. Cuidado na hora de aborda-los
Fredy Figner
Luminosidade pode assusta-los. Cuidado na hora de aborda-los

Problemas
Nem tudo são flores. Não são todos os gatos que se adaptam com facilidade. Assim, se você pretende viajar com seu animalzinho, tente fazer esses exercícios pelo menos um mês antes da viagem. Com esse cuidado, você evita que seu peludo se estresse demasiadamente ao entrar na caixa se sentindo desconfortável por ficar lá por horas durante o transporte. Isso vale tanto para viagens de carro, ônibus ou avião.

Outra dica para diminuir o stress do seu gato na caixa de transporte é  pingar em um pano soluções tranquilizantes naturais em gotas, entre três e dois dias antes da viagem.

Atente para a escolha da caixa. Aquelas muito maleáveis, sem sustentação na base acabam deixando os animais desconfortáveis e, consequentemente, não trazem o sentimento de segurança. Escolha as caixas com piso rígido e que tenha portinhas com travas. Portas de zíper é subestimar a esperteza dos gatinhos. Não raro eles as abrem e tchum, desaparecem. Escolha caixas que tenham ventilação, mas que não sejam totalmente abertas ou transparentes. A caixa tem que ser a extensão da toca dos gatos. Luminosidade demais pode assustá-los.

Adaptar seu gatinho à caixa de transporte é um item fundamental para que a viagem seja um sucesso e prazerosa para todos. Para saber mais dicas sobre viagens com animais acompanhe a nossa Viagem Animal . Até a próxima. 

Leia mais:

Viajar com seu animal é possível. E muito saudável. Confira algumas dicas