Tamanho do texto

Uma alimentação inadequada ou algumas enfermidades podem afetar o peso do animal de estimação, que vai precisar de tratamento

Atualmente se fala muito sobre animais de estimação acima do peso e com obesidade , mas o contrário também representa um problema. Um cachorro muito magro pode ser indício de alimentação inadequada e algumas enfermidades causadas por parasitas, estresse, entre outras. Para todos os casos, o pet precisará ser tratado. 

O primeiro passo para determinar se o pet está realmente abaixo do peso é a observação. Na tabela abaixo é possível identificar as principais características de cães desnutridos até os obesos e assim, ter um primeiro diagnóstico da condição do pet. 

Tabela mostra as características de um cachorro fora do peso ideal arrow-options
Divulgação
Tabela mostra as características de um cachorro fora do peso ideal


LEGENDA: Cachorro 1: desnutrido. Costelas, espinha e ossos bem à mostra. Sem presença de gordura corporal; cachorro 2: abaixo do peso. Costelas, espinha e ossos são visíveis. A cintura é destacada; cachorro 3: peso ideal. Os ossos, costela e espinha podem ser sentidas ao tocar o animal, mas não estão visíveis. No peito destaca uma camada fina de gordura. A cintura é bem delineada; cachorro 4: sobrepeso. Capa de gordura sobre toda a caixa toráxica e região lombar. Não se vê a cintura e a região abdominal proeminente; cachorro 5: obeso. Não se vê a cintura do cão. Existe uma capa de gordura sobre todo o tórax e área lombar e grande dilatação abdominal.

A partir desse pré-diagnóstico o ideal é porcurar um veterinário para realizar exames e fazer a avaliação, já que cada raça tem suas características e sua cosntituição física.

Quando o motivo para o pet estar abaixo do peso é descoberto, o melhor método para fazer o animal ganhar peso será determinado. 

Leia também: Veterinária dá 6 dicas para manter o pet no peso ideal

Como fazer o cachorro ganhar peso de forma saudável

Depois de levar ao veterinário e confirmar que o cachorro precisa ganhar alguns quilos para ficar no peso ideal, é hora de seguir as orientações e a dieta formulada pelo profissional. Para isso é preciso estar ciente das respostas para três perguntas básicas: 

  • Qual é o peso ideal do meu cachorro?
  • Quantas calorias diárias ele pode consumir?
  • Quantas vezes por dia e qual a quantidade diária de alimentos devo oferecer?

As quantidades vão variar de acordo com o nível de desnutrição do pet. Se a situação for muito grave, como nos casos de animais abandonados, a dieta deve começar de forma branda, em porções reduzidas e, ao perceber uma boa resposta, ir aumentando a frequência e quantidade, além de incrementar o valor nutricional da dieta.

Em todos os casos é indicado observar o bichinho durante os 30 minutos seguintes à refeição, para verificar alguma ocorrência mais grave, como diarreia e vômito. Nesses casos, o veterinário deve ser avisado imediatamente. 

A alimentação natural é uma grande aliada para fazer o cachorro ganhar peso da forma correta - com balanceamento das calorias, proteínas e nutrientes. Lembrando que é de extrema importância seguir rigorosamente a dieta (quantidade, qualidade e horário) para que o objetivo seja alcançado e o pet fique cada dia mais saudável.

Outros conselhos importantes são: 

  • Oferecer uma fonte constante de água filtrada, mantendo-a sempre limpa, pois a hidratação é fundamental para os cães, em qualquer estado de saúde.

  • Estimular atividade física. Os exercícios também fazem a diferença na recuperação dos cachorros que precisam ganhar peso. Uma caminhada leve durante o dia (observar a temperatura do piso e evitar os horários de sol forte), ativa o organismo, abrindo o apetite e possibilitando uma correta absorção dos nutrientes.