O carnaval chegou e com ele muitos bloquinhos vão para as ruas. Música alta, aglomeração de pessoas e cheiros fortes de bebida e urina costumam ser característicos desses eventos. Para quem tem um cachorro de estimação e mora perto de onde acontece a folia, uma grande preocupação é como manter o pet calmo diante das circunstâncias. 

cachorro escondido
Shuttersock
Muitos animais ficam assustados com o barulho e música alta do carnaval

André Almeida, do Adestramento Comportamental, afirma que o mais importante é, além de ter obediência e foco do cão, proporcionar gasto de energia, principalmente nos dias de bloquinhos. Um passeio no parque, por exemplo, deixará o animal mais calmo. Veja vídeo com outras dicas. 

Leia também: Como curtir o carnaval com o pet em segurança? Veterinária e dona dão dicas

Para driblar a música alta, algo que os cães são bastante sensíveis - eles têm a audição até quatro vezes mais apuradas do que a dos humanos -, a dica é fechar as janelas e criar um som ambiente com um tipo de música que o cachorro já está acostumado a ouvir, só que um pouco mais alta. Mas lembre-se de garantir que o ambiente esteja fresco (com ventiladores ou ar-condiconado) mesmo com a casa toda fechada. 

Além disso, criar um ambiente em que o bicho se sinta confortável também é importante. “Deve ter alimento, água, brinquedos resistentes disponíveis, um local que o animal entenda como o seu de segurança – pode ser a cama, o canto do sofá, a caixa de transporte – e um som ambiente”, explica. Esse "local de segurança" pode até ser escolhido pelo dono, basta apresentá-lo ao animal colocando um osso que ele gosta, por exemplo.

Leia também: Confira lista de bloquinhos para curtir o carnaval com o pet em SP

Outro ponto importante é que o dono se mantenha calmo e fale tranquilamente com o cão. Qualquer bronca ou gesto mais abrupto pode deixar o animal ainda mais assustado. 

    Veja Também

      Mostrar mais