Rocky chegou à instituição com as patas quebradas e 13 costela fraturadas
Reprodução/Blue Cross
Rocky chegou à instituição com as patas quebradas e 13 costela fraturadas


Quando Rocky foi levado para a Blue Cross sob a suspeita de uma perna quebrada, a equipe não esperava encontrar uma série de outros ferimentos através do exame raio-X, incluindo 13 costelas fraturadas, todas em diferentes estágios de cura, o que evidenciou os maus tratos sofridos pelo gato. 

A equipe colocou Rocky no soro para ajudar na dor e antibióticos para combater infecções. Quando ficou estável, foi possível dar atenção aos ossos fraturados do gato, e Rocky precisou ficar de repouso absoluto pelos meses seguintes, até que se curasse. Enquanto isso, Amanda Rumball, Oficial de Bem-Estar de Londres em Blue Cross, o acolheu em casa e cuidou dele.


De acordo com ela, “Rocky precisava de tempo, tanto física quanto mentalmente, para se recuperar da provação que suportou nos primeiros meses de vida”. O gatinho sofreu, entre as fraturas, traumatismo craniano que o deixou com sinusite e danos cerebrais pelo resto da vida, exigindo cuidados diários de enfermagem. No final, Amanda e os outros membros de sua família de quatro patas se afeiçoaram por Rocky e ela decidiu adotá-lo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários